João Pessoa, 02 de maio de 2012 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
PANICAT

Advogados queriam que Babi Rossi processasse o ‘Pânico’

Comentários:
publicado em 02/05/2012 às 08h56
A- A+

O emissário de um escritório de advocacia de São Paulo passou a semana passada tentando localizar dona Margarete, mãe e empresária da panicat Babi Rossi.

Ele chegou a enviar um SMS à reportagem do "F5", pedindo o telefone da mãe da panicat –no que não foi atendido.

O emissário não revelou o nome do escritório que representava, mas disse que era especializado em ações civis. A intenção era propor à dona Margarete ajuizar uma ação de indenização por danos morais e físicos contra o "Pânico na Band", porque o programa fez com que Babi raspasse a careca. O valor da ação, segundo ele, poderia chegar a R$ 3 milhões.

Dona Margarete disse que não chegou a ser contatada, mas descartou qualquer medida nesse sentido. "Mas, por que nós iríamos processar, gente? Babi fez o que queria e está adorando (o novo visual carequinha)", disse Margarete Rossi.

"[Em entrevista ao UOL", no último dia 26, a panicat afirmou que algumas pessoas pensaram que ela havia chorado no ar porque se sentiu humilhada. "Eu chorei porque vi os cabelos caindo e isso foi um choque. Mas fiz porque quis e faria tudo de novo. Não fui e nem me senti humilhada", afirmou Bárbara Cristina Rossi, 21.

Folha Online

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!