João Pessoa, 14 de maio de 2012 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
MERCADO

Vendas de carros importados caem 12,8% em abril na comparação com março

Comentários:
publicado em 14/05/2012 às 15h35
A- A+

As vendas de carros importados caíram 12,8% no mês de abril na comparação com março. Os números, divulgados nesta segunda-feira (14) pela Associação Brasileira das Empresas Importadoras de Veículos Automotores (Abeiva), mostram que, em relação ao mesmo mês de 2011, a queda foi ainda mais expressiva, de 28,1%.

O índice não leva em conta os modelos que vêm do eixo México-Mercosul e também não inclui os carros importados pelo grupo Hyundai-Caoa, que não é filiado à Abeiva.

De acordo com a entidade, foram emplacados em abril 11.917 unidades, contra 13.666 em março. Em abril de 2011, a Abeiva emplacou 16.573 veículos importados.

O presidente da associação, Flavio Padovan, disse que a queda nas vendas de veículos importados é o primeiro reflexo da alta de 30 pontos porcentuais no Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), que entrou em vigor em dezembro do ano passado.

— Ao comparar os dados de desempenho da Abeiva, em abril, com o comportamento do mercado interno brasileiro, os primeiros sinais da influência da alta do IPI começam a aparecer

De acordo com a Abeiva, algumas importadoras ainda têm estoques até este mês de automóveis com IPI antigo e certamente terão de repassar os custos com o tributo a partir de maio.

A entidade calcula que o aumento do IPI representará um impacto de 26% a 28% sobre os preços dos veículos importados, mas que nem todo porcentual será repassado ao consumidor.

A menor participação de mercado mostra que a queda de vendas não é um mero reflexo do desaquecimento do setor registrado no último mês. De acordo com Padovan, os importadores estão perdendo mercado.

— Se analisarmos por dados de participação de mercado, o desempenho da Abeiva em abril último significou 4,87% ante 6,07% em abril de 2011. E ao comparar os quadrimestres de 2012 e 2011, nossa participação caiu de 4,96% para 4,66%

Padovan disse que a Abeiva teve diversas reuniões com o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Fernando Pimentel, para tentar viabilizar ao menos um sistema de cotas de veículos com IPI menor.

— Esperamos sinceramente que o governo seja sensível aos apelos da Abeiva, cujas associadas recolhem cerca de R$ 6 bilhões por ano em impostos e empregam 35 mil trabalhadores.
 

R7

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!