João Pessoa, 27 de junho de 2022 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
rejeitado

PF pediu quebra de sigilo de Jair Renan por suspeita de tráfico de influência

Comentários:
publicado em 27/06/2022 às 09h50
atualizado em 27/06/2022 às 06h51
Foto: reprodução/redes sociais

A Polícia Federal solicitou a quebra do sigilo telemático para obter dados, documentos e comunicações mantidas por Jair Renan Bolsonaro, filho mais novo do presidente da República, Jair Bolsonaro.

O inquérito conduzido pela PF apura suspeitas de que Jair Renan recebeu doações e repasses de empresários em troca de abrir as portas do governo federal para eles.

A solicitação foi apresentada no final do ano passado, sob segredo de Justiça. O pedido, entretanto, foi rejeitado pela Justiça Federal do Distrito Federal.

Com a quebra do sigilo telemático, os investigadores buscavam acessar registros como e-mails, diálogos salvos em nuvem (dispositivo de armazenamento remoto de mensagens) e outros tipos de arquivos. Em uma decisão proferida em novembro, o juiz Ricardo Leite, substituto da 10ª Vara Federal do Distrito Federal, opinou que os elementos apresentados eram insuficientes e indeferiu o pedido.

O juiz afirmou que não se manifestaria porque o caso está sob sigilo.

Em seu depoimento, Jair Renan negou ter atuado para favorecer empresários dentro do governo federal e disse que seu nome foi usado por terceiros.

Com informações do O Globo

MaisTV

Brasil vence a primeira na Copa do Mundo Sub-20 de futebol feminino

contra Austrália - 14/08/2022

Opinião

Paraíba

Brasil

Fama

mais lidas