João Pessoa, 05 de setembro de 2021 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
excelente campanha

Paraibanos brilham nas Paralimpíadas de Tóquio

Comentários:
publicado em 05/09/2021 às 09h33
atualizado em 05/09/2021 às 12h27
A- A+
Foto: Buda Mendes/Getty Images

A Paraíba chegou a Tóquio no mês passado com 13 atletas para competir nos Jogos Paralímpicos e tentar trazer medalhas para o país. Várias disputadas depois, a tentativa deu certo e parte dos competidores retorna para casa com o resultado de tanto esforço pendurado no pescoço. O estado contou com representantes nas modalidades de taekwondo, judô, natação, halterofilismo, futebol de cinco, goalball e atletismo no evento que foi encerrado neste domingo (5). No total, oito atletas paraibanos conquistaram medalhas.

A festa foi grande no Futebol de 5 já que quatro dos 10 atletas convocados para defender a seleção no Japão são nascidos na Paraíba. Os goleiros Luan Lacerda e Matheus Costa, o fixo Damião Robson, o ala Jardiel Vieira, além do técnico agora bicampeão paralímpico, Fábio Vasconcelos, conseguiram vencer a Argentina por 1 a 0 na final e conquistr mais uma medalha dourada. O Brasil subiu ao lugar mais alto do pódio em todas as edições dos Jogos desde a estreia do futebol de 5 no programa paralímpico, em Atenas-2004.

A natação brasileira no evento, que conquistou o maior número de medalhas em uma edição dos Jogos, totalizando 23, tem na equipe o enfermeiro Adeildo Dantas. Já o técnico do atletismo, Pedro Almeida, também é paraibano, assim como o treinador da seleção brasileira de vôlei sentado feminino, que levou o bronze, Agtônio Guedes.

Quem também fez história foi Petrúcio Ferreira. Depois de conquistar o ouro nos 100m e prata nos 400m e no revezamento 4×100m, um dia antes do fim do evento, o atleta faturou a medalha de bronze para o Brasil na prova dos 400, com o tempo de 48s04 – o melhor dele na temporada. Cícero Valdiran ficou em terceiro no pódio do lançamento de dardo.

Foto: Wander Roberto/CPB

Três anos depois de procurar por parataekwondo na internet e começar a treinar na modalidade, Silvana Fernandes conquistou a medalha de bronze na estreia da modalidade nas Paralimpíadas. O pódio veio após vencer a turca Gamze Gurdal com um placar largo, de 26 a 9, na categoria 58kg.

Foto: Rogério Capela/CPB

A seleção brasileira de goalball conquistou o inédito ouro olímpico com os paraibanos Emerson Silva e José Roberto, vencendo os chineses pelo placar de 7 x 2.

Foto: Alê Cabral/CPB

“É indiscutível a potência paralímpica que é a Paraíba, pois mais uma vez, só de atletas, foram oito medalhistas, sem contar com os que compõem comissão técnica nas modalidades. Isso também é fruto de um trabalho de base bem feito que é realizado aqui no Estado, onde o Governo executa inúmeros projetos e programas que beneficiam o paradesporto. De parabéns aos que subiram no pódio e ainda aqueles que conseguiram o índice para estar no Japão, apesar de não terem vencido medalha, pois só em estar lá, já deu orgulho à Paraíba”, disse José Marco, secretário executivo de Esporte e Lazer.

MaisPB

MaisTV

Clientes aproveitam descontos da Black Friday em João Pessoa

Promoções - 26/11/2021

Opinião

Paraíba

Brasil

Fama

mais lidas