João Pessoa, 04 de maio de 2021 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
música

Herbert Vianna completa 60 anos nesta terça-feira

Comentários:
publicado em 04/05/2021 às 14h14
atualizado em 04/05/2021 às 12h33
A- A+

Kubitschek Pinheiro – MaisPB 

O universo da música brasileira está em festa. Nesta terça-feira (4), o músico, compositor e cantor paraibano Herbert Vianna completa 60 anos.

Ele despontou no cenário musical graças ao boom da geração de roqueiros brasileiros dos anos de 1980. Herbert é vocalista, guitarrista e o principal compositor da banda Os Paralamas do Sucesso (de hits como “Lanterna dos Afogados”, “Meu erro”, “Óculos” etc.).

Tem um documentário muito interessante sobre o grupo na Netflix: “Os quatro Paralamas” (2020), dirigido por Roberto Berliner e Paschoal Samora. Costurado por depoimentos do trio – Herbert, Bi Ribeiro (baixo) e João Barone (bateria) – e o empresário José Fortes, o longa-metragem tem imagens raras de arquivos, com apresentações históricas dos Paralamas e antigos shows.

O cerne do material é uma reunião dos três músicos e seu empresário, figura dos bastidores, quando eles repassam momentos da trajetória de quase 40 anos da banda e, claro, tocam algumas músicas.

O diretor Roberto Berliner acompanha a banda desde o início no Circo Voador, em 1983.

Nascido em 4 de maio de 1961, em João Pessoa (PB), Herbert Lemos de Souza Vianna, tem três filhos (Luca, Hope e Phoebe) de seu casamento com a jornalista inglesa, Lucy Needham. No início de 2001, Herbert e sua esposa Lucy sofreram um grave acidente de ultraleve que marcou a vida do artista, que perdeu sua esposa, ficou paraplégico e também perdeu parte da memória.

O processo de recuperação foi gradual, mas mostrou toda a força de vontade de Herbert, que conseguiu retomar a carreira no ano seguinte.

Os discos Solo  –     1992: Ê Batumaré/  1997: Santorini Blues/ 2000: O Som do Sim/ 2012: Victoria

Com Os Paralamas do Sucesso

Nacional

Ano     Título Tipo     Vendas

1983    Cinema Mudo             Estúdio           90 mil

1984    O Passo do Lui           Estúdio           250 mil

1986    Selvagem?      Estúdio           750 mil

1987    D         Ao Vivo          170 mil

1988    Bora-Bora       Estúdio           250 mil

1989    Big Bang         Estúdio           200 mil

1990    Arquivo           Coletânea        420 mil

1991    Os Grãos         Estúdio           100 mil

1994    Severino          Estúdio           55 mil

1995    Vamo Batê Lata         Ao Vivo / EP Bônus 900 mil

1996    Nove Luas      Estúdio           550 mil

1998    Hey Na Na      Estúdio           300 mil

1999    Acústico MTV            Ao Vivo          500 mil

2000    Arquivo II       Coletânea        Sem dados

2002    Longo Caminho         Estúdio           300 mil

2003    Uns Dias Ao Vivo      Ao Vivo          150 mil

2005    Hoje    Estúdio            100 mil (estimativa)

2007    Rock in Rio 1985       Ao Vivo          Sem dados

2009    Brasil Afora    Estúdio           –

2011    Brasil a Fora Multishow        Ao Vivo          –

2017    Sinais do Sim Estúdio           –

Herbert Vianna em foto de Dimang Kon Beu.

Estrangeira
Os Paralamas do Sucesso (1986) – coletânea portuguesa

Paralamas (1992) – dois álbuns distintos: uma coletânea latino-americana em espanhol e uma coletânea inglesa, com músicas em português e espanhol.

Dos Margaritas (1994) – versão argentina de Severino

Nueve Lunas (1996) – Nove Luas, com 7 faixas em espanhol

Hey Na Na (1998) – 5 faixas em espanhol

O Melhor 83-99 (2000) – coletânea portuguesa

Portrait (2000) – coletânea francesa

Vídeos/DVDs

V, O Vídeo (1986) – videoclipes, entrevistas, primeiras apresentações e shows no Ibirapuera e Montreux.

Vamo Batê Lata (1995) – show do álbum (relançado em DVD em 2005)

Acústico MTV (1999) – gravado para o especial da MTV Brasil, entre 1999.

Longo Caminho (2002) – documentário sobre a produção do disco.

Arquivo de Imagens (2003) – 16 videoclipes, com algumas ausências (como os clipes feitos para o Fantástico e “Busca Vida”)

Uns Dias ao Vivo (2004) – show gravado em fins de 2003 no Olympia, em São Paulo, com vários convidados.

Brasil Afora Ao Vivo – Multishow (2011) – show gravado em fins de 2010 no Rio de Janeiro, com participação de Pitty e Zé Ramalho

Outros

Pólvora (1997) – os 8 primeiros CDs remasterizados em uma lata, acompanhados de um livro. Tiragem de 5000 edições.

De A a Z – dois boxes com 3 CDs. Um lançado em 2002 (O Passo do Lui, Cinema Mudoe Selvagem?); outro em 2004 (Nove Luas, Hey Na Na e Bora-Bora)

Sempre Livre Mix com Titãs (1999) – show com os Titãs.

Série Perfil (2006) – Coletânea com dois volumes.

Paralamas e Titãs – Juntos e Ao Vivo (2008) – show com os Titãs, gravado na Marina da Glória, Rio de Janeiro, em comemoração aos 25 anos de carreira de ambas as bandas.

Legião Urbana e Paralamas Juntos (2009) – traz a íntegra do especial gravado no Teatro Fênix e exibido pela Rede Globo em 1988, em que as duas bandas se revezam no palco. Herbert Vianna e Renato Russo gravaram sozinhos a música Nada por mim, e as duas bandas gravaram juntas Ainda é cedo, do repertório da Legião Urbana.

Composições para outros artistas

Ana Carolina e Biquini Cavadão: “Pra Terminar”

Cidade Negra: “Soldado da Paz” (mais tarde gravada pelos Paralamas)

Daniela Mercury: “Milagres”, “Só pra te Mostrar” e “Sempre Te Quis” (mais tarde gravada pelos Paralamas)

Dulce Quental: “Caleidoscópio” (mais tarde gravada pelos Paralamas), “Fui Eu”

Ivete Sangalo: “Se Eu Não Te Amasse Tanto Assim”, “A Lua Que Eu Te Dei”

Kid Abelha: “Seu Espião”, “Por Que Não Eu?”, “Educação Sentimental II”, “A Moto”

Marina Lima: “Nada Por Mim”

Marisa Monte: “O Amor Não Sabe Esperar”

Paulo Ricardo: “Amor em Vão” (mais tarde gravada pelos Paralamas)

RPM: “Vem Pra Mim”

Titãs: “O Caroço da Cabeça” (mais tarde gravada pelos Paralamas)

Penélope: “Junto ao Mar”

Mahnimal: “Mobral”

Negril: “Pense Bem”

Fernanda Abreu: “Um amor, um lugar”

 

 

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!