João Pessoa, 26 de janeiro de 2021 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
campina grande

Bares e restaurantes são alvo de fiscalização

Comentários:
publicado em 26/01/2021 às 10h17
A- A+

O Procon de Campina Grande informa que mantém o trabalho educativo de prevenção à Covid-19 em bares, restaurantes e similares da cidade. As ações são realizadas em conjunto com equipes da Gerência de Vigilância Sanitária do Município, Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar da Paraíba. O objetivo é orientar e proteger o cidadão, sejam trabalhadores destes estabelecimentos ou consumidores do serviço, para que tomem as medidas necessárias de prevenção ao novo coronavírus.

Na visita a estes locais os profissionais observam, sobretudo, se os estabelecimentos estão obedecendo aos protocolos sanitários de prevenção à Covid-19, como o distanciamento mínimo de dois metros entre as mesas; se os funcionários estão utilizando corretamente os equipamentos de proteção individual (EPI’s); disponibilização de álcool 70% em locais visíveis aos clientes. Outra observação é se existe um controle na entrada dos consumidores, que devem estar usando suas máscaras de proteção e também se a capacidade do local não está 100% preenchida.

“Esse não é um trabalho de coerção ou de perseguição. Todos os estabelecimentos estão sendo visitados, desde os espetinhos de rua aos grandes bares e restaurantes da cidade. É uma ação educativa e informativa, que tem o objetivo de frear o contágio do novo coronavírus em Campina Grande. A pandemia não acabou. Em alguns estados ela está desenfreada, ocasionando novos fechamentos e até superlotando os serviços de saúde. Não queremos que nossa cidade chegue a este ponto. Por isso é hora de redobrar os cuidados. Contamos com o apoio total da população e dos empresários para o sucesso desta operação”, explica Rivaldo Rodrigues, coordenador executivo do Procon Municipal.

Segundo os últimos dados da Secretaria de Saúde do Município, até o dia 25 deste mês, 16.920 mil se contaminaram com o novo coronavírus. Destes, 16.182 mil conseguiram se recuperar, 458 campinenses vieram a óbito e até o momento a capacidade hospitalar dos equipamentos municipais é de 47% de lotação em UTI e 35% em enfermarias. Com o início da vacinação, ocorrida na semana passada, nosso município já realizou a vacina em 2.203 mil pessoas, 63 idosos institucionalizados e em 2.140 mil profissionais de saúde.

MaisPB

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!