João Pessoa, 18 de janeiro de 2021 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Ex-deputado federal, empresário e escritor. E-mail: chicoevangelista@globo.com

A Ford e o Brasil

Comentários:
publicado em 18/01/2021 às 06h33
A- A+

Gostaria de fazer uma simples interpretação pessoal sobre a saída da empresa Ford do Brasil. Aprendi que as empresas multinacionais são apátridas, elas estarão sempre presentes onde estiverem os lucros, o mercado disponível, subsídios, renúncia fiscal e até medidas provisórias as beneficiando como aconteceu durante mais de 20 anos neste país.
A Ford recebeu uma fortuna do governo Dilma e ainda deve muitos milhões de reais ao país. Agora nos deixa, inclusive, pela grande concorrência entre o setor automobilístico. A pandemia secou a fonte e o novo governo teve que se ajustar às necessidades prioritárias. Todos sofreram, mas muito mais o empresariado brasileiro com o fechamento de milhares de fábricas.
Com referência às multinacionais como a Ford, que não possuem pátria, poderíamos aplicar o pensamento do grande Napoleão Bonaparte (foto): “O dinheiro não possui terra natal, financistas são despidos de patriotismo e decência, seu único objetivo são os ganhos.”.
Elas têm muitos tentáculos e podem investir em qualquer parte do mundo, desde que recebam lucros e incentivos. Nós, os empresários brasileiros, temos poucas opções, fechar ou tentar seguir em frente, pagando impostos leoninos, encargos sociais insuportáveis, juros bancários abusivos e uma burocracia no sentido de emperramento que nos dificulta.
Por que o Congresso não retira este Estado pesado e paquidérmico que pune a sociedade, votando as reformas que lá estão? Por que não atualizam a legislação para punir os corruptos? Por que os que desviam o dinheiro dos nossos impostos, retirando os recursos para a educação, saúde, segurança, infraestrutura e até para o saneamento básico e água potável para dezenas de milhões de brasileiros, não são punidos? Essa sim é a causa da grande ameaça à democracia brasileira e somado com a ação da grande imprensa nacional que deixou de ser independente e qualificada. “Até quando abusarás de nossa paciência”.
Vamos pra frente!

* Os textos dos colunistas e blogueiros não refletem, necessariamente, a opinião do Portal MaisPB

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!