João Pessoa, 26 de dezembro de 2020 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
Cooperativas Sociais

Seap prepara reeducandos para inserção no mercado

Comentários:
publicado em 26/12/2020 às 08h48
A- A+

A Paraíba será um dos primeiros estados a promover a formação de pessoas privadas de liberdade para organização de Cooperativas Sociais, que têm a finalidade de inserir pessoas em desvantagem no mercado econômico, por meio de trabalho autônomo. O projeto piloto funcionará na Penitenciária de Recuperação Feminina “Maria Júlia Maranhão”, em João Pessoa, onde as reeducandas terão a oportunidade de vivenciar a experiência do cooperativismo, que poderão colocar em prática quando conquistarem a liberdade.

Para isso, a Secretaria da Administração Penitenciária (Seap) vai firmar parceria com a Escola de Serviço Público do Estado da Paraíba (EspeP) e a Federação dos Sindicatos e Organizações das Cooperativas dos Estados da Região Nordeste Fecoop/NE para capacitar os reeducandos.

De acordo com o secretário de Administração Penitenciária, Sérgio Fonseca, o primeiro curso vai ser ofertado para as reeducandas da Penitenciária de Recuperação Feminina “Maria Júlia Maranhão”, em João Pessoa – corte e costura e de cooperativismo. “As mulheres serão capacitadas em cooperativismo e corte e costura. Nessa unidade prisional funcionará o projeto piloto. Em seguida, a experiência será expandida a outros presídios no estado inclusive com outros ramos de atividade como a reciclagem de resíduos sólidos”, pontuou. O curso tem previsão de começar entre janeiro e fevereiro de 2021. Na Penitenciária de Segurança Máxima “Geraldo Beltrão, também na capital, está sendo instalada uma oficina com diversas máquinas de costura industrial.

O executivo de Ressocialização, João Sitônio Rosas, destaca que a ação é em consonância com a política do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), dentro da parceria que a Secretaria da Administração Penitenciária (Seap) firmou e que envolve ainda o Instituto Humanistas 360, instituição que está fornecendo à Seap, por meio de termo de cessão de uso, centenas de notebooks e tablets para os cursos à distância.

A presidente da Escola de Serviço Público do Estado da Paraíba, Ivanilda Matias, que participou da reunião virtual objetivando a parceria, explicou que os cursos de corte e costura serão para apenados dos regimes aberto, semiaberto, fechado e livramento condicional, com a perspectiva de beneficiar pessoas egressas do sistema prisional. No período de 4 a 9 de janeiro serão definidos detalhes sobre a formação que será na modalidade ensino à distância.

A reunião teve ainda as participações do presidente da Federação dos Sindicatos e Organizações das Cooperativas dos Estados da Região Nordeste Fecoop/NE, André Pacelli, do superintendente do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo Sescoop/PB, Pedro Albuquerque, além de Érika de Almeida Leitão Mendes, Analista de Cooperativismo e Monitoramento do Sescoop/PB.

MaisPB

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!