João Pessoa, 05 de novembro de 2019 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
Santa Rita

Vereadores são presos suspeitos de peculato

Comentários:
publicado em 05/11/2019 às 10h35
atualizado em 05/11/2019 às 12h09
Vereadores de Santa Rita na chegada à Paraíba - Foto: Reprodução/Redes Sociais

Onze vereadores de Santa Rita e um servidor da Câmara Municipal da cidade, na Grande João Pessoa, foram presos em flagrante, na madrugada desta terça-feira (5), após retornarem de uma viagem a Gramado, no Rio Grande do Sul. De acordo com o Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público da Paraíba, eles teriam forjado um congresso para justificar o deslocamento para turística cidade gaúcha com dinheiro público.

Além do Gaeco, a ação denominada de Operação Natal Luz contou com a participação do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (Draco), Delegacias de Combate à Corrupção (Deccor), Polícia Civil de Sergipe e do Ministério Público do Rio Grande do Sul. Os parlamentares foram levados para Central de Polícia em João Pessoa.

Foram presos: Anésio Miranda – presidente da Câmara Municipal (PSB), Brunno Filho de Cicinha (PR), Cícero Medeiros (PRB), Sérgio Confecções (PSDB), Rosa do Vaqueiro (PC do B), João Grande (PRTB), Francisco Queiroga (PTN), Marcos Farias (PC do B), Galego do Boa Vista (PSL), Diocélio de Várzea Nova (PSL), Ivonete Barros (PSD) e o servidor Fábio Cosme de França.

Maurílio Júnior – MaisPB

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também