João Pessoa, 16 de setembro de 2019 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
em joão pessoa

Vínculos formais com deficientes é de 0,9%

Comentários:
publicado em 16/09/2019 às 19h22
atualizado em 16/09/2019 às 21h20
Marcello Casal jr/Agência Brasil/Agência Brasil

Com cerca de 268 mil postos de trabalho formal, João Pessoa tem 2,2 mil pessoas com deficiência (PCD) empregadas com carteira assinada. Os dados são do ‘SmartLab’ e mostram que os números correspondem a 0,9% dos vínculos formais PCD sobre o total de empregos formais.

João Pessoa é a cidade com maior número de PCD com carteira assinada do estado, seguida por Campina Grande, onde as empresas empregam 1084 deficientes.  As informações são baseadas em dados oficiais da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) de 2017 (a mais atual disponível).

A média salarial, conforme o observatório, é de R$2,2 na Paraíba, enquanto no país as PCD recebem em torno de R$2,6 mil. A remuneração média geral na capital é de R$2,8 mil, de acordo com o levantamento.

Pessoas com deficiência visual receberam, em 2017, uma remuneração com média de R$ 3,3 mil, já os deficientes físicos tinham salários de aproximadamente R$2,7 mil. O menor vencimento, conforme o gráfico (disponibilizado abaixo), foi destinado aos que possuem deficiência mental: R$1 mil.

Também em João Pessoa é o lugar onde há mais contemplados pelo Benefício de Prestação Continuada (BPC), já que em 2018, 12.460 pessoas com deficiência receberam a assistência.

Inclusão

A lei de Cotas para PCD garante que pessoas com deficiência física, auditiva, visual, mental e múltipla devem estar inseridos no mercado de trabalho.

MaisPB

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também