João Pessoa, 21 de setembro de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
Outubro Rosa

HU de CG cadastra para mutirão de mamografias

Comentários:
publicado em 21/09/2018 às 09h15

Um mutirão para realização de consultas e marcação de mamografias será realizado, em outubro, pelo Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC), que é vinculado à Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh). O cadastro para ter acesso ao serviço começa nesta sexta-feira (21) e há vagas para 200 mulheres.

Quem for atendido durante o esforço concentrado já sai com a mamografia marcada.  O mutirão no HUAC será realizado dia 19 de outubro pela manhã, e as primeiras 18 pacientes terão a mamografia feita no mesmo dia.

Segundo o superintendente do hospital, professor Homero Rodrigues, ao longo do ano, o HUAC realiza mamografia, ultrassom e consultas com mastologista de forma rotineira, mas a participação em campanhas nacionais também faz parte do calendário da instituição. “Essa ação que será realizada no próximo mês é uma forma de o hospital abraçar o Outubro Rosa, incentivando ainda mais a prevenção ao câncer de mama e aderindo ao esforço concentrado nacional”, explicou.

CADASTRO

Para se inscrever, as mulheres devem se dirigir ao Caese (Centro de Assistência Especializada de Saúde e Ensino) do Hospital Universitário. O cadastramento será feito na sala 20, das 14h às 17h, com Fátima Bandeira.

A iniciativa é uma alusão ao Outubro Rosa, movimento que visa à prevenção do câncer de mama. Além disso, o laboratório do hospital também será parceiro do mutirão, realizando testes rápidos para HIV e Sífilis. Haverá ainda marcação para ultrassom de mama bem como atividades lúdicas, com programação marcada para começar às 8h.

 

CARÁTER PREVENTIVO

A chefe da Divisão de Cuidado, Cândida Diniz, comentou sobre o mutirão no HUAC. “É de extrema importância a adesão do Hospital Universitário a essa campanha do Outubro Rosa, porque é uma iniciativa bem consolidada em todo o território nacional e que tem demonstrado bons resultados. A gente consegue facilitar o acesso das mulheres a essas consultas diretamente com mastologistas ou ginecologistas e, em seguida, já programar a realização das mamografias e das ultrassonografias”, explicou.

Ela também destacou o caráter preventivo da ação. “É um mutirão que permite que a mulher seja avaliada e, caso seja encontrada alguma lesão de mama, relacionada ou não a câncer, seja assistida de forma precoce, no início da doença, podendo efetivar um tratamento mais eficaz e com um poder curativo maior”, afirmou a médica Cândida Diniz.

Anualmente, milhares de instituições aderem ao Outubro Rosa, com o objetivo de compartilhar informações sobre o câncer de mama, promover a conscientização sobre a doença, proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuir para a redução da mortalidade.

MaisPB

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também