João Pessoa, 24 de julho de 2016 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
no final de semana

Feira gastronômica ‘Doces e Travessuras’ movimenta Parque da Lagoa, em JP

Comentários:
publicado em 24/07/2016 às 09h07
A- A+

Muitos pais que foram ao Parque da Lagoa Solon de Lucena, no Centro de João Pessoa, neste sábado (23), deixaram de lado a dieta e junto com as crianças se deliciaram provando as diversas guloseimas da Feira de Gastronomia “Doces e Travessuras”. O doce de jerimum com coco, cravo e queijo coalho foi uma das releituras regionais que fez mais sucesso entre os adultos, já o chocolate foi o mais procurado pelas crianças. Quem ainda não foi, tem a chance de experimentar essas e outras delícias neste domingo (24), das 16h às 20h.

Os visitantes dispõem de varias opções de doces oferecidas pelos 23 Chefs participantes do evento. Júlia Murad, criadora do doce de jerimum, trouxe também um pudim cremoso de milho, com coli de frutas vermelhas e coco.  “Muito boa essa iniciativa de realizar a Feira, prestigiando os valores culinários regionais”, frisou.

O chef Pedro Franskenberger fez uma releitura do “alfajor”, doce de leite, chocolate e farofa de biscoito de maizena. Já a chef Marília Ricard, ousou com diferentes versões de brigadeiro, no brownie, no espetinho, com nutela. “A minha preferida foi a coxinha de morango. Morango com cobertura de chocolate. Sem palavras. Uma delícia”, disse a artista plástica, Fernanda Sousa.

O coordenador do evento, o chef Renato Murat, se mostrou satisfeito com o resultado do primeiro dia da feira. “A nossa expectativa é que amanhã seja tão bom quanto hoje. Estamos trazendo diversidade cultural para o Parque da Lagoa para valorizar a cultura local”, disse.

O projeto “Tô de boa na Lagoa com a Nassau”, idealizado pelos estudantes universitários do curso de Educação Física fez a galera dançar, especialmente com as lambadas de sucesso do cantor Beto Barbosa. “Esses eventos aqui na Lagoa têm sido ótimos. Eu tenho vindo para a Lagoa com a família e tem atividade pra todo mundo se divertir e ainda cuidar da saúde. Bom demais”, disse Maria Gorete, comerciante.

MaisPB