João Pessoa, 06 de dezembro de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
PRESIDÊNCIA DO PAÍS

Bolívia tem greve contra nova candidatura de Evo

Comentários:
publicado em 06/12/2018 às 11h38

Oito capital bolivianas amanheceram com protestos nas ruas nesta quinta-feira (6), em que também é realizada uma greve geral contra a nova candidatura à presidência de Evo Morales, no poder desde 2006, informa o jornal “La Razón”.

Nesta terça, o Tribunal Eleitoral Boliviano aceitou as candidaturas de Morales e seu vice, Álvaro García Linera, para disputar um quarto mandato consecutivo de cinco anos. A decisão gerou controvérsia.

Os protestos incluem atos como bloqueios de ruas e vigílias. Em algumas cidades houve confrontos com apoiadores de Morales e com forças de segurança, de acordo com o “La Razón”. O jornal informa que La Paz é a capital com mais protestos.

Na porta do TSE houve um ato em que ativistas deitaram na rua com crucifixos. A cidade deve receber três grupos de manifestantes que partiram em caravana de outras cidades nos Andes, nos vales subtropicais e na planície.

A oposição acusa o governo de desconsiderar o resultado de um referendo de fevereiro de 2016, em que os eleitores rejeitaram a possibilidade de Morales se candidatar a um novo mandato.

O governo conseguiu em 2017 que o Tribunal Constitucional liberasse Morales para disputar a reeleição, alegando engano por uma trama sobre a existência de um filho do presidente, que depois não pôde ser comprovado.

Os opositores vão aproveitar os protestos para recolher assinaturas pedindo a impugnação da candidatura de Morales, que é o presidente há mais tempo no poder na Bolívia.

G1

Leia Também