João Pessoa, 13 de agosto de 2019 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
UFPB

Reitora repudia ataque de Julian Lemos

Comentários:
publicado em 13/08/2019 às 20h26
atualizado em 14/08/2019 às 10h14
Reitora da UFPB, Margareth Diniz

As declarações do deputado federal Julian Lemos (PSL) contra as universidades federais ganharam o repúdio da reitora da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Margareth Diniz.

Em entrevista ao Frente Frente, da TV Arapuan, nessa segunda-feira (12), o vice-presidente nacional do PSL afirmou que estudantes das universidades são em grande parte maconheiros, uma declaração em sinal de acordo ao que disse o ministro da Educação, Abraham Weintraub, quando tratou as universidades federais como “lugar de balbúrdia”.

“Uma colocação totalmente infeliz. Discordo 100% desse palavreado”, reagiu a reitora em contato com MaisPB. Margareth destacou que a UFPB é responsável por acolher cerca de 35 mil estudantes e é considerada ‘Top 11’ na América do Sul em qualidade e impacto de produção científica.

“Falando apenas pela UFPB, temos 35 mil estudantes, a maioria está para sair chancelado com o diploma e a certeza que estão em uma das melhores universidades, Top 11 na América do Sul, e a partir daí ter um futuro promissor. Ele foi muito infeliz em dar essa conotação as universidades”, afirmou a reitora.

Nesta terça-feira (13), professores da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) estenderam uma faixa preta no Campus I, em João Pessoa, em alusão ao “luto da comunidade universitária”, em decorrência dos cortes do governo federal no orçamento, ao programa Future-se e à reforma da Previdência.

MaisPB

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também