João Pessoa, 12 de julho de 2019 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
governo do estado

Comitiva avalia visita à China como produtiva

Comentários:
publicado em 12/07/2019 às 18h57

A comitiva de paraibanos, liderada pela vice-governadora Lígia Feliciano, avalia como produtiva a visita de oito dias à China e ressalta que a implantação do estaleiro de reparos navais em Lucena, no Litoral paraibano, vai impulsionar o desenvolvimento da região.

A delegação também destaca as reuniões e rodada de negócios com o objetivo de atrair investimentos de empresas chinesas nas áreas de pesquisa, energias renováveis, turismo, pesca, agricultura e infraestrutura para o estado.

A visita foi encerrada na cidade de Hangzhou, em uma reunião da vice-governadora Lígia Feliciano e demais membros do grupo com o vice-governador da Província de Zhejiang, Zhu Congjiu.

“Foram oito dias de muito trabalho para trazer boas repostas para os paraibanos. Toda a comitiva da missão Paraíba-China esteve empenhada em levar as potencialidades do nosso estado por cada canto que passamos. Volto com a sensação de dever cumprido e confiante de que vamos colher bons frutos desta viagem com investimentos em várias áreas no nosso estado. E não tenho dúvidas de que a implantação do estaleiro vai transformar a realidade de Lucena, Cabedelo e toda a região”, ressalta Lígia Feliciano.

A missão cumpriu o protocolo Brasil-China que foi assinado em abril com relação à implantação do estaleiro de reparos, que deve injetar R$ 3,5 bilhões na economia do Estado durante a construção, e gerar seis mil empregos. O objetivo é de poder oferecer mão de obra qualificada e equipamentos para o estaleiro que vai ser instalado na Paraíba, além da instalação de energias empresas de energias renováveis.

Inicialmente, em Pequim, a delegação se reuniu na Embaixada do Brasil na China, no escritório da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex) e na China General Nuclear Power Corporation (CGN), empresa que atua na área de energia, por todo o mundo. Na segunda-feira (8), visitou, na cidade de Zhoushan, o estaleiro IMCYY, o maior operador de reparos de navios do mundo, como também toda a estrutura no entorno do equipamento, e se reuniu com o presidente da empresa IMC-YY, Mr. Chen.

Também na cidade, a comitiva conheceu o funcionamento do porto de Ningbo, um dos maiores do mundo, além de participar de reuniões e encontros com autoridades e empresários. Durante a semana, o grupo esteve na Hailisheng, que desenvolveu uma grande cadeia de produtos derivados de matéria prima vindas do fundo do mar.

A comitiva ainda manteve compromissos no mercado de importados de livre comércio de Zhoushan, na maior empresa de alimentos para turistas da região e no mercado de peixe e artesanato. Outro encontro foi mantido em Putuo, um distrito da cidade. Na ocasião, foram discutidas oportunidades de cooperação e aberto o caminho para realização de projetos na área turística, agrícola, da maricultura, educação e infraestrutura.

O secretário do Turismo e Desenvolvimento Econômico, Gustavo Feliciano, afirma que a viagem foi fundamental porque apressou o processo de instalação do estaleiro de reparos navais na Paraíba e vai proporcionar a preparação da mão de obra qualificada para trabalhar na cadeia produtiva que se formará na região.

“Aproveitamos para ver o modelo chinês de gestão, apresentamos nossas potencialidades aos chineses, a fim de captar recursos com a instalação de empresas em nosso estado. Mostramos a capacidade de energias renováveis que o estado tem. Surgiu interesse em investir na Paraíba”, revela Gustavo.

Já o diretor-presidente da Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep), Rômulo Polari Filho, enfatiza que a agenda na China é o início de internacionalização e atrações de investimentos, principalmente diante da estagnação econômica do país e a falta de grandes investimentos federais no estado.

“Primeiro as pessoas do mundo precisam conhecer o Estado da Paraíba e do ponto de vista da parte técnica saber se ela tem potencial ou não. Então uma pessoa que está na China não tem o conhecimento a esse respeito. Esta política de internacionalização e atração de investimentos é importante nesse sentido. Esses primeiros passos são no sentido de mostrar um estado chamado Paraíba que está com uma infraestrutura muito bem executada, pronta para receber investimentos”, pontua Rômulo Polari.

Por sua vez, a presidente da Companhia Docas da Paraíba (Docas-PB), Gilmara Temóteo, destaca que a experiência da visita à China foi muito válida porque foi alcançado o objetivo de cumprir uma das etapas do protocolo de intenções que foi firmado entre o Governo do Estado e as empresas.

“Nós estamos muito otimistas com o empreendimento que irá se instalar na cidade de Lucena. A instalação do estaleiro irá prospectar e promover melhores infraestruturas, atração de empresas para todo o entorno daquela região de Cabedelo, Lucena e Santa Rita e obviamente também  trazendo desenvolvimento para o Porto de Cabedelo”, frisa Gilmara, acrescentando que portos são as entradas de todas as riquezas e geração de emprego e renda das regiões.

Também integrante da comitiva o deputado estadual Melchior Batista (Chió) cita como importantes as visitas e contatos nas áreas de produção de alimentos e energia renováveis e também na relação estratégica com o intercâmbio cultural e educacional. “Essa agenda vai ser muito importante porque a gente pode abrir um intercâmbio de educação e cultura com o governo chinês. Há uma possibilidade muito importante de a agente abrir mercado para a exportação de produtos paraibanos, além de destacar a missão principal que foi cumprir a segunda fase do protocolo de intenções para a instalação do estaleiro”, lembra o parlamentar.

Ainda integraram a delegação de paraibanos o secretário de Desenvolvimento, Indústria e Comércio de Lucena, José Maria Pereira, e o presidente do Sindicato Sucroalcooleiro da Paraíba, Edmundo Coelho.

MaisPB

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também