João Pessoa, 25 de maio de 2019 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
Filiação de Romero

Kassab nega exigência por candidatura em CG

Comentários:
publicado em 25/05/2019 às 13h03
atualizado em 26/05/2019 às 06h38
Gilberto Kassab, ex-ministro, prestigiou posse de Romero Rodrigues no PSD

O presidente nacional do PSD, ex-ministro Gilberto Kassab, explicou que a resolução aprovada pelo diretório nacional do partido, que prevê candidaturas próprias da legenda em cidades com mais de cem mil eleitores para 2020, não será empecilho para o prefeito Romero Rodrigues decidir sobre o nome que apoiará para sucessão em Campina Grande.

Algumas exceções poderão acontecer, segundo Kassab. Uma delas pode ser em Campina Grande, se Romero entender que apoiará um nome de outra legenda.

“O comando do partido aqui [em Campina Grande] não é do Kassab, é do Romero. Existe uma resolução que impõe candidaturas em cidades com mais de 100 mil eleitores. Mas essa própria resolução prevê ressalvas. E a ressalva, por exemplo, aqui no estado da Paraíba é um pedido do Romero, que evidentemente saberá mais do que ninguém se a resolução deve ser aplicada ou pedirá a nacional para relevar e, certamente será atendido”, disse Kassab.

O prefeito Romero Rodrigues assumiu oficialmente o comando do PSD na Paraíba, neste sábado (25). Ele substitui Eva Gouveia, viúva do ex-deputado federal e ex-presidente do partido no estado, Rômulo Gouveia, que faleceu há pouco mais de um ano.

O ex-deputado estadual e atual secretário do município, Bruno Cunha Lima (sem partido), o deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB), além dos deputados estaduais Manoel Ludgério (PSD) e Tovar Correia Lima (PSDB), nomes cotados para sucessão de Campina Grande, prestigiaram o ato de filiação de Romero.

Maurílio Júnior – MaisPB

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também