João Pessoa, 22 de maio de 2019 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
'OPERAÇÃO AMPULHETA'

Polícia prende suspeito de mortes no MST

Comentários:
publicado em 22/05/2019 às 07h45
atualizado em 22/05/2019 às 08h50
(Arquivo)

A Polícia Civil prendeu, na tarde dessa terça-feira (21), em Bayeux, Região Metropolitana de João Pessoa, o último suspeito de participar dos assassinatos de dois membros do Movimentos dos Trabalhadores Sem Terra, no município de Alhandra.

José Aurélio Gomes Melo, de 34 anos, foi preso em cumprimento a mandado de prisão. Segundo Aneilton Castro, delegado da seccional de Polícia Civil em Alhandra, José Aurélio era o único suspeito que não havia sido preso na “Operação Ampulheta”, realizada no último dia 17. “Com essa prisão a Polícia Civil conclui a Operação Ampulheta, cumprindo todos os mandados de prisão preventiva e cinco mandados de busca e apreensão”, destacou.

As vítimas do crime são José Bernardo da Silva, conhecido por Orlando, e Paulo Rodrigo de Freitas, conhecido por Rodrigo. O duplo homicídio ocorreu no dia 08 de dezembro de 2018, por volta das 19h30, no acampamento “Dom José Maria Pires” do MST.

Além de José Aurélio, que foi preso na casa de uma tia em Bayeux, já tinham sido presos Rawlinson Bezerra de Lima, conhecido como Ralph, Leandro Soares da Silva e Maria de Fátima Santos, que tem uma ligação muito próxima dos mandantes do crime e teria participação direta no delito.

MaisPB

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também