João Pessoa, 16 de maio de 2019 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
PICHAÇÕES

Secretaria promete limpar muro do Lyceu

Comentários:
publicado em 16/05/2019 às 14h00
atualizado em 16/05/2019 às 19h17
Aléssio Trindade, secretário de Educação da Paraíba

A Secretaria de Estado da Educação apagará ainda nesta semana as pichações dos muros do colégio Lyceu Paraibano, em João Pessoa, alvo de vandalismo durante a manifestação contra o corte de recursos nas universidades federais anunciado pelo Ministério da Educação (MEC), do governo Bolsonaro.

“Não achamos correto que as escolas sejam pichadas, especialmente o Lyceu, que é um patrimônio tombado. Nós vamos fazer a manutenção e limpar a escola. Faremos o ajuste ainda nesta semana”, prometeu o secretário Aléssio Trindade.

Trindade avaliou o protesto como correto e justo, após o governo federal anunciar o corte de 30% no orçamento das instituições federais de ensino. As reitorias da Universidade Federal da Paraíba e de Campina Grande já revelaram que o corte inviabiliza o funcionamento das instituições, que podem entrar em colapso ainda neste ano.

“O que aconteceu ontem foi motivado por essa confusão e desrespeito com a educação no país. É um movimento correto e justo quando acontece da população luta por uma melhor educação”, observou Trindade.

Vandalismo 

O vandalismo contra o principal colégio da rede pública da Paraíba faz menção contra o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), e a favor do Partido dos Trabalhadores (PT). “Arme a população com educação! Vote 13”, “Não deixe o ódio invadir seu coração! Vote 13”, “Fora Bozo, tira mão da Educação”, “É com amor que vou votar no professor”, foram algumas mensagens postas na entrada principal do maior colégio da rede pública da Paraíba.

Além de estudantes e professores das instituições federais e da rede estadual de ensino, também estiveram no ato de ontem (15), centenas de militantes políticos com bandeiras e faixas que representam o ex-presidente Lula (PT), preso por corrupção em Curitiba. Manifestantes ecoaram o grito ‘Lula Livre’ por várias vezes.

MaisPB

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também