João Pessoa, 24 de novembro de 2015 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
Futebol Nordestino

CSA-AL “aposta” no futebol paraibano para ressurgir em 2016

Comentários:
publicado em 24/11/2015 às 15h00
atualizado em 24/11/2015 às 19h31

Desde 2008 sem ser campeão estadual e no ostracismo do futebol brasileiro, o Centro Sportivo Alagoano, o CSA, aposta em nomes bem conhecidos do torcedor paraibano para ressurgir em 2016. A começar pelo técnico Oliveira Canindé, campeão da Copa do Nordeste pelo Campinense em 2013.

Canindé terá a incumbência de tentar quebrar o jejum do Azulão Alagoano, que completará oito anos em 2016, e de recolocar o clube no Campeonato Brasileiro. Para tanto, decidiu recorrer a jogadores que atuaram recentemente por Botafogo-PB, Campinense e Treze. O principal deles, o atacante Rafael Oliveira, que defendeu o Treze no segundo semestre de 2014 e o Botafogo no primeiro semestre de 2015.

Também foram confirmados nomes como o do volante Henrique Choco, que defendeu o Campinense em 2009, os dos laterais esquerdo Panda, ex-Campinense (2013), Treze (2015) e Serrano (2015), e Rafinha, ex-Campinense (2010), além dos volantes Jean Cleber, que vestiu a camisa do Botafogo-PB na Série C 2015, e David, que defendeu a Raposa na Série D.

Em contato com o MaisPB, Canindé revelou que a cota de jogadores que se destacaram pela Paraíba pode aumentar. O meia Doda, campeão por Treze (2011) e Botafogo (2013/2014), é outro que agrada o treinador.

A exemplo de Treze e Campinense no Campeonato Paraibano, o CSA precisa conquistar o campeonato alagoano ou ser vice de CRB ou Asa de Arapiraca para garantir vaga na Série D do Campeonato Brasileiro.

MaisPB
Maurílio Júnior

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também