João Pessoa, 29 de setembro de 2015 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
obstáculo

PSDB deve frear nova mudança na lei eleitoral, revela Cássio

Comentários:
publicado em 29/09/2015 às 10h57
atualizado em 29/09/2015 às 15h50
Senador Cássio Cunha Lima, do PSDB

Será muito difícil aprovar no Senado, até sexta-feira, a Proposta de Emenda Constitucional que autoriza as doações de empresas a partidos e candidatos. a Avaliação é do senador Cássio Cunha Lima, líder do PSDB no Senado.

A aprovação da PEC é considerada a última alternativa para manter, nas eleições municipais de 2016, o financiamento das campanhas políticas nos moldes atuais.

Sem querer pagar pelo desgaste político, PSDB e DEM vão se opor à tentativa do PMDB de aprovar um calendário especial para aprovar, em rito sumário, os dois turnos da PEC ainda esta semana.

“O PSDB não tem disposição de queimar etapas. O financiamento caiu com os surpreendentes votos do Eunício (Oliveira) e do (Romero) Jucá. Agora que o Supremo derrubou o financiamento empresarial sem instituir o financiamento público, e ficou um vazio, estão correndo atrás do prejuízo. Não vamos nos submeter a essas práticas do Senado”, avisou o líder do PSDB, senador Cássio Cunha Lima (PB).

MaisPB com OGlobo

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também