João Pessoa, 01 de Outubro de 2014

MaisPB no Twitter MaisPB no Orkut

Paraíba

João Pessoa, 16/03/2010 - 19h12

Wellington Farias

E a pesquisa, hein?

Nascido em Serraria (PB), Wellington Farias iniciou a carreira jornalística na Rádio Tabajara e Jornal a União. Já trabalhou nos principais veículos de comunicação do Estado, incluindo jornal, rádio, TV e portais. É criador do primeiro site de notícias da Paraíba, o Portal de Notícias.

 |   | 

Os números aferidos pela pesquisa do instituto Consult acerca da preferência dos eleitores por candidatos ao Governo do Estado, na Paraíba, sugerem motivos para pouca comemoração da parte do governador José Maranhão (PMDB) e aliados. Estar na frente é sempre bom e motivo de regozijo, claro. Neste caso, porém, a vantagem é irrelevante, sobretudo levando-se em conta a distância que nos separa do pleito e as condições de cada um dos candidatos.

José Maranhão é um político tarimbado, com 50 anos de estrada, em pleno exercício do terceiro mandato de governador; já foi senador, deputado federal e estadual. Tem mais estrada e é muito mais conhecido no Estado do que o prefeito de João Pessoa, Ricardo Coutinho (PSB). E mais: Maranhão lidera um esquema azeitado, sem maiores problemas de divergências internas e coerente com a sua história. Sobram partidos e candidatos querendo compor a sua chapa.

Ainda não muito conhecido na Paraíba, o Ricardo Coutinho, Imperador das Acácias, transita numa área conturbada. Desmantelou seu grupo político de origem - perdeu dois deputados federais e três estaduais – e carrega a pecha de “traidor dos segmentos da esquerda” por haver se aliado a adversários históricos, dando uma tremenda guinada para a direita em busca de apoio de um grupo que tem como principal líder o ex-governador cassado Cássio Cunha Lima (PSDB), tucano de primeira hora. Além disso, Ricardo carrega um contrapeso que puxa muito pra baixo o seu lado da balança: o senador Efraim Morais (DEM), um parlamentar que tem surfado com notória desenvoltura nas ondas das “maracutaias” do Congresso Nacional, segundo o noticiário e, quase sempre, enrubesce a cara da Paraíba.

O desempenho do senador Cícero Lucena (PSDB) na pesquisa já era esperado. Afinal, o projeto de Cícero, que poderia ser próspero se contasse com o apoio integral do seu partido e do Grupo Cunha Lima, configura-se numa aventura aparentemente inglória, em razão da sabotagem planejada pelo seu fogo amigo Cássio Cunha Lima, em nome de quem, num passado não muito distante, o próprio Cícero – a época um nome em plena ascensão na política – abdicou de disputar o Governo para que o jovem tucano fosse governador do Estado.

Os números emanados da pesquisa, portanto, sugerem que o governador José Maranhão ponha as barbas de molho; não confie demasiadamente no favoritismo sugerido pela comemoração dos seus frenéticos papagaios-de-pirata; que ajuste suas ações de governo para melhor atender à população, e não caia na armadilha das provocações para que trilhe pelo caminho do insulto, das provocações e do achincalhe. Como bem disse o diretor do Consult, Paulo de Tarso, o eleitor espera soluções para seus problemas. Pequenos problemas que, somados, se tornem enormes. E não basta promessa: tem que apresentar projetos viáveis para, pelo menos, amenizar o sofrimento dos paraibanos.

As declarações do diretor do Consult podem servir como alerta ao governador Maranhão para o fato de que pode não ser uma boa enfrentar uma acirrada disputa com o caos em setores essenciais como a Saúde e a Educação. Um governo que se lança a uma disputa num pleito de caráter plebiscitário, não pode permitir que alunos da rede oficial de ensino comam merenda com gorgulho, como acaba de constatar o Ministério Público, e que o pátio de suas escolas sejam transformados em chiqueiros, como acontece na Escola Oswaldo Pessoa, em plena Capital do Estado. Isto, sem falar no caos absoluto que se verifica nos hospitais e nas escolas públicas do interior do Estado.

O governador não pode se achar que só existe eleitor na rota da Caravana da Reconstrução. Estes são a minoria. A maioria está por onde a caravana não passou. Está em Serraria (apenas para citar um exemplo), onde a juventude esta P da vida com o Governo pelo descaso absoluta na Escola Estadual Antônio Bento, que o próprio José Maranhão construiu.

O governador Maranhão tem que estar atento para o fato de que a juventude não está pra brincadeira, vive – como ela agora adora dizer – “indignada com os políticos”. E as escolhas públicas estão entulhadas de jovens que vão votar pela primeira vez, além de outros que sofrem na pela o descaso na Educação. Na saúde, a coisa se complica: ali estão todos: estudantes, analfabetos, pretos, brancos, ricos e pobres. O governador precisa sair do Hospital de Trauma e visitar os hospitais do interior do Estado.

De qualquer forma, os números possibilitam que Maranhão dê uma respirada e ganhe tempo suficiente para traçar as estratégias para as próximas etapas da pré-campanha. Quanto ao prefeito Ricardo Coutinho, os números sugerem que ele ainda tem chance, evidentemente. Em se tratando de um político que pensa que é o centro do universo, porém, ele não deve ter dormido desde que a pesquisa foi publicada. A não ser que ele tenha alguma na gaveta indicando o contrário do que verificou o Consult. E se tiver, terá que publicar, senão estará chancelando os números da Consult, que dão vantagem ao seu até recentemente aliado político, José Targino Maranhão.  

Comentários
Nome
Email
Comentário

Caracteres restantes:
Espaço para interação entre os usuários e o MaisPB. É importante salientar que as opiniões expressas não representam a opinião do nosso portal nem de seus organizadores.

Não somos responsáveis pelo material divulgado pelos usuários.

29/mar às 12h26 - 

RODRIGO CARVALHO MENDES (rodrigo28mchotmail.com):

» cPaiva , eu não estou com raiva e não tenho cargo comissionado e existe sim perseguição desse atual governo, veja a cidade de Serraria como está ele logo que entrou pegou a amblancia de lá , em mais eu digo a vc Ricardo fez um otimo trabalho por João Pessoa e fará muito mais pelo Estado quanto governador,eu te pregunto cpaiva qual obra Jose Maranhão fez ,é tudo mentira essas obras foram iniciadas por Cassio e maranhão só mudou o nome,eu te pregunto o porque os professores do estado estão de greve?,se não tem dinheiro para aumentar os salarios dos professores,porq encher as escolas estaduias de servidores?.me diga que governo é esse?.quando foi que Ricardo foi pedir a Maranhão para aderir a ele?.eu acho que vai ser ao contrario Maranhão vai correr para ele,eu vejo as obras que o mago fez e fara por todo o estado,sem perseguição ou tentar mentir para o povo dizendo que os prefeitos aderisem a ele sem ser .abraços.

28/mar às 13h56 - 

Carlos Paiva (Cpaivagmail.com):

» Ok Rodrigo28, va estudar para passar em concurso e não viver dos cargos dados pelo governo cassado por corrupção. Não existe perseguição na substituição de cargos de confiança, como você não é capaz de passar em concurso fica com raiva por perder seu cargo comissionado. Seu prefeitinho foi pedir a Maranhão para aderir, como o PMDB dai não aceitou, ele levou um não. Va estudar para um concurso que a vc não será demitido.

28/mar às 09h05 - 

Rubens (rubensbelmirobol.com.br):

» Tenho sempre pedido a Deus para nunca perder a capacidade de me indignar diante das atrocidades praticadas pelo homem e ateu Ricardo Coutinho contra servidores públicos, massacrar funcionários públicos é ser moderno para o prefeito das estatuas do inferno, e ter forças para defender os servidores públicos do estado e do município do lado negro da força, o homem das macumbas, admirador de Hitler: Ricardo Coutinho. Existem dois lados da Força. Paz, serenidade e conhecimento são o lado luminoso (Os outros que lutam contra o ateu prefeito e seus companheiros corruptos), enquanto o lado negro, ou lado escuro consiste de raiva, agressão e medo ( vejam os comentários dos defensores do Imperador maldade Ricardo Coutinho, as agressões deles ao colunista e aos outros comentários que são contrários ao império da maldade do lorde Sith Ricardo Ateu ). O lado negro da força composto por: Ricardo Coutinho, Ricardo Barbosa, Cássio e Efraim, O ex-governador, cassado pelo TSE por crime eleitoral (naquele lamentável processo dos 35 mil cheques da FAC), o pior prefeito para servidores que João Pessoa já possuiu e o Senador cheio de envolvimentos ilícitos no congresso. Temos que tomar Cuidado com o lado negro. Muitos eleitores iniciantes acreditam que o lado negro é mais poderoso, de fato, é apenas mais fácil , o lado negro se alimenta dos impulsos negativos e destrutivos, medo, raiva , agressão a jornalistas (leia-se Ricardo Barbosa), tiros em ex-governador (Ronaldo Cunha Lima), morte e guerra são produtos do lado negro e ele é perigosamente sedutor para os que ainda não aprenderam a controlar suas emoções. Aqueles que caem no lado negro acham que suas habilidades são mais fortes no inicio, pois uma vez lá, o preço a pagar e maior que os benefícios, e o fim é trágico. Se pensa você que só o Darth Vader (Cassado Cunha Lima) e o Imperador maldades Ricardo Ateu Coutinho podem fazer o estado se acabar, então vote no homem da estatua do porteiro do inferno: o lorde Sith Ricardo Coutinho que mandou instalar os sete cavalos do cão, nome dado as sete estátuas, com caras de inferno, que mandou instalar em João Pessoa . Agora, se os citados Lordes Sith forem eleitos você terá contribuído para o massacre de servidores estaduais e também irá experimentar o lado negro da Força.

25/mar às 15h10 - 

RODRIGO (rodrigo28mchotmail.com):

» Meu caro amigo leto já que vc falou da nossa cidade Serraria,faltou vc dizer que ele está perseguindo nossa população e que quando ele assumiu o governo a primeira coisa que ele fez foi mandar prender a ambulancia de lá ,isso é que é perseguição,fora as pessoas contratadas pelo antigo Governador ele retirou boa parte por exemplo a diretora de hospital que agora é a filha da ex-prefeita de lá,vc sabe que eu estou dizendo.tem mais uma coisa o Governador chamou o Atual Prefeito para conversar com ele, mais graças a Deus o prefeito não caiu na dele,pois ele queria comprar o prefeito com promessas de obras para o municipio,que sairam se ele aderisse ele e prometeu soltar a ambulancia tambem como o prefeito não se vendeu continua tudo do mesmo jeito.abraços.

22/mar às 18h48 - 

Critico (criticohotmail.com):

» Respondam-me o seguinte: Ricardo perdeu a identidade de mudança, de oposição? representa, a preço de hoje, mais a situação que José Maranhão?

21/mar às 20h04 - 

Edmilson (edmilsonborgeslucerabol.com.br):

» Ok, a partir do dia 30, quando o ateu livrar os servidores municipais de sua presença, o mesmo terá que dar expediente na UFPB com carga horaria de 40 horas. Será que ele vai dar? O prefeito Ricardo Coutinho deverá renunciar seu mandato na terça-feira dia 30 de março. A posse do vice Luciano Agra como prefeito de João Pessoa será na Estação Ciência, Cultura e Artes Cabo Branco. A informação é de uma fonte fidedigna da prefeitura. A fonte disse também que a decisão foi tomada durante reunião de trabalho do chefe do Executivo pessoense. Agora, o mais curioso: Ricardo Coutinho, com a humildade que lhe é peculiar, determinou gentilmente que o vice-prefeito Luciano Agra não fale absolutamente nada com a imprensa a respeito do assunto. Até porque – e tem lógica – os holofotes devem ficar voltados exclusivamente para ele, Ricardo, neste período de ocaso da sua administração. A partir da renúncia e como não há, ainda, candidatura oficial, o que somente ocorrerá após a convenção de junho, Ricardo Coutinho deverá reassumir a função de técnico de laboratório no Departamento de Farmácia da UFPB, onde deverá cumprir carga horária de 40 horas semanais. Apesar de que, caso ele queira, poderá tirar licença sem vencimento para se dedicar exclusivamente à pré-campanha e, depois, à campanha propriamente dita.