24 de janeiro de 2017 - 12:13

última hora

Jornalista desde 1995 pela UFPB, com pós-graduação em Jornalismo Cultural. Radialista, marido de Gi, pai de Theo e editor setorial no jornal Correio da Paraíba. Torcedor do Flamengo e ex-professor do curso de Jornalismo na FFM. Já trabalhou, também, nos jornais A União e O Norte, no portal Tambaú 247, além das rádios Cabo Branco FM, Jovem Pan AM e CBN, sendo freelancer dos jornais O Globo e Estado de S.Paulo. Contato com a Coluna: jamarrinogueira@gmail.com

Listagem de postagens

07 de março de 2015 - 16h32

Mulher sem vulva 

Mulher tem peito. E não é mulher exatamente por ter peito. O motivo é outro. Mulher é mulher porque tem coragem. Mulher sem peito não deixa de ser mulher porque não tem peito… Questão de gênero. Mulher tem vulva. E não é mulher exatamente por ter vulva. O motivo é outro. Mulher é mulher porque […]

02 de março de 2015 - 09h40

Surdez, cinema e identidade social

Adolescente que é única ouvinte em uma família de surdos (não mudos nem surdos-mudos!!!) descobre ter dons canoros e vivencia o conflito de disputar concurso musical em Paris ou permanecer em uma cidade do interior (onde vende queijos e ‘trabalha’ como intérprete da família). O roteiro simples de ‘A família Bélier’ (produção francesa de 2014, […]

22 de fevereiro de 2015 - 17h35

Jornalismo atropelado

‘Atropelamento com morte atrapalha trânsito’. Ex-aluno meu no curso de Jornalismo, Danilo Torres mostrou-me essa manchete de um portal paraibano. Não pude fazer outra coisa senão lamentar a falta de sensibilidade na construção do título. Equívoco proparoxítono de um jornalismo desprovido de alma. Fez-me lembrar ‘Construção’, de Chico Buarque: ‘Morreu na contramão atrapalhando o tráfego’… […]

16 de fevereiro de 2015 - 12h14

Eu comi Tomie Ohtake

É preciso sentir a dimensão de nossos desejos e ter o comedimento imprescindível para não ter mais do que aquilo que precisamos. Desejar o vinho que cabe em uma taça, por saber que – mais que isso – faz transbordar… Esse comedimento vale para os prazeres hedônicos, palpáveis e degustáveis, mas também para as delícias […]

07 de fevereiro de 2015 - 17h36

Nossos reis são bobos

Brasil República ainda é muito (!) jovem. Da proclamação para cá, passaram-se menos de 125 anos. Encharcados de monarquia, definimos como reis e rainhas aqueles que se destacam em suas atividades, principalmente no esporte e na cultura. Temos a imensa capacidade de coroar. Nem sempre, todavia, os reis e rainhas se portam com a fineza […]

02 de fevereiro de 2015 - 08h17

A bunda de Paolla

Botero, o artista colombiano, nos ensina que a arte se dá pela opulência, anulando o minimalismo estético dos ‘descarnados’ (povo famelicamente fitness da Idade Média). A arte prova que a aglomeração de carnes e adiposidades no corpo é bem representativa da felicidade, da sedução e do prazer. Pura ostentação fenotípica. Mulatas rechonchudas de Di Cavalcanti […]

25 de janeiro de 2015 - 21h05

Maioridade penal, menor esforço

Juninho tem sete dias de vida. Está em uma penitenciária, sob acusação de matar a mãe durante o parto. Juninho nasceu a fórceps, com sete quilos e 57 centímetros. A mãe não suportou. A defesa de Juninho alega que não houve dolo… É claro que o caso acima é irreal. Mais que isso: é surreal. […]

Página 6 de 6« Primeira...23456