João Pessoa, 18 de novembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

Um recado aos “traquinos”

Comentários:
publicado em 12/03/2011 às 09h28

Atenção senhores políticos que gostam de aprontar com o erário e comprar votos e consciências para perpetuação no poder. Vossas excelências estarão no alvo do novo presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, Manoel Monteiro.
 

Empossado ontem, Monteiro assumiu o compromisso com uma gestão sintonizada com a contemporaneidade e rigorosa no trato das infrações eleitorais. Prometeu combater as “traquinagens” de muitos malinos, medonhos e sonsos políticos acostumados a mercantilização das eleições.

O desembargador também se comprometeu em trabalhar para combater o maior carma da Justiça: a lentidão na apreciação e julgamento de processos. No âmbito da Justiça Eleitoral, o atraso das sentenças só beneficia corruptos e tira da sociedade o direito de contar com representantes legítimos nas esferas de poder.

Em tom de alerta, Manoel Monteiro avisou que até aqueles processos mais antigos e demorados continuam vivos e a Justiça está de olhos bem abertos para eles. Traduzindo: quem aposta na impunidade terá no doutor Monteiro um algoz atento.

Que a fala do desembargador contagie toda a corte do TRE e os juízes das zonas eleitorais. O cidadão não agüenta mais tanto escárnio de certos agentes políticos para com o eleitor e a Justiça.

Não dá pra admitir que alguém acusado de crime eleitoral numa eleição dispute o pleito seguinte sem sequer ser julgado da acusação a ele imputada. A impunidade afaga o ego de delinquentes que fazem da política um negócio. Bem sujo.

E o tempo passa… – Aliás, por onde anda o cabo eleitoral Votinho de Ouro, acusado de comandar uma rede de aliciamento de votos na eleição de 2008 na periferia de João Pessoa? Tudo fiado.

Evaporação – Qual foi o resultado da apuração da denúncia feita pelo vereador Tavinho Santos (PTB) contra cabos eleitorais profissionais com atuação em bairros da capital paraibana?

A Oposição, o discurso e as defecções no bloco – Enquanto a oposição diz que a gestão estadual está perdida, são registradas várias adesões ao projeto do governador Ricardo Coutinho. No momento mais “conturbado” do Governo, peemedebistas abandonam o barco e Hervázio Bezerra (PSDB), emblemático cicerista, troca de leme. Imagine se o Governo começar a acertar…

Enigmas no discurso da despedida – Foi no mínimo curioso. No discurso de despedida da Câmara e oficialização da adesão, Hervázio citou três conhecidos inimigos políticos do governador. Reconheceu a gestão de Professor Paiva, usou uma frase de Francisco Barreto, e elogiou Cícero Lucena.

Coração magoado – Cícero Lucena (PSDB) jogou água fria na pretensão de Hervázio que pensa em manter a mesma amizade com o senador. Pela reação do ex-prefeito, será muito difícil os dois voltarem a dividir a mesma mesa que testemunhou tantas histórias e confidências.

Reposição – Nem bem deixou sentar a poeira, Cícero entrou em campo para substituir o atleta que abandonou o time. Usou argumentos de técnico experiente e convocou Eliza Virgínia.

Depois da torcida, hora de jogar – Com mandato garantido na Câmara, o ex-suplente Raoni Mendes (PDT) já elegeu uma bandeira de luta. Vai lutar pela implantação do IPTU proporcional em João Pessoa.

Confia no taco – O senador Wilson Santiago (PMDB) não está nem aí para os boatos de reviravolta do Caso Cássio no STF. “O que existe é muita especulação da imprensa e de advogados”.

Campina Grande – Romero Rodrigues, Rômulo Gouveia e Diogo Cunha Lima que se cuidem. O vereador Inácio Falcão (PSDB) anda voando e quer pousar em 2012 como candidato a prefeito.

Sedução – O PR deflagrou articulação para atrair o presidente da Câmara de Campina Grande, Nelson Filho (PRP). A informação é do dirigente municipal, Rilmar Fernandes.

Suspense – O líder da Oposição Gervásio Maia Filho (PMDB) já acionou o detector de adesões, após ouvir o secretário Nonato Bandeira anunciando novidades na próxima semana.

Independente – Por falar no assunto, nos bastidores do Correio Debate (rádio), o deputado Luciano Cartaxo (PT) franziu a testa antes de comentar a hipótese de adesão ao bloco governista.

Desvios – A Energisa flagrou um “gato” na Prefeitura de Nazerezinho, no Sertão, mas a espécie mais pródiga e longe de extinção nas prefeituras da Paraíba é a dos ferozes “gatunos”.

Exorcismo – Não poderia ser diferente. O padre Adelino (PSB) continua tendo fé em assumir o mandato na Câmara. Aguarda julgamento de recursos no Pleno do Tribunal de Justiça.

Catapulta – Testemunha de vários episódios da política observava outro dia: ser vice na Paraíba dá sorte. Lembrou as histórias de Pedro Gondim, Damásio Franca, Cícero e Maranhão.

PINGO QUENTE – “Eu não teria mandado uma PEC num segundo turno de uma eleição”. Do deputado estadual Luciano Cartaxo, ex-vice-governador da Paraíba, condenando Lei idealizada pelo ex-governador José Maranhão.

 

Leia Também