João Pessoa, 22 de outubro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

Zona Franca na Paraíba

Comentários:
publicado em 14/05/2015 às 15h17
atualizado em 14/05/2015 às 18h18

(ADELSON BARBOSA DOS SANTOS*) – O deputado federal Wilson Filho (PTB) tem lutado muito no sentido de que o Congresso Nacional aprove a criação e instalação da Zona Franca do Semiárido e que a mesma tenha como sede a cidade de Cajazeiras. Amanhã, Wilson Filho lança na terra de Padre Rolim manifesto pela PEC que cria a Zona Franca do Semiárido nos mesmos moldes da Zona Franca de Manaus.

O evento, segundo Wilson Filho, será durante audiência pública em parceria com a Prefeitura no auditório da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Cajazeiras (Fafic), a partir das 8h. Representantes dos seis Estados confirmaram presença.

“Esse projeto vai mudar a economia de grande parte do Nordeste, começando pela Paraíba. Temos Cajazeiras como a base da Zona Franca em função da sua localização privilegiada no contexto do Semiárido. Dessa forma apresenta uma excelente logística, o que sem dúvida, contribuirá para o sucesso da criação da nova Zona Franca. Essa audiência é importante para que possamos discutir esse tema com toda a região de Cajazeiras e com os outros estados que também serão beneficiados”, afirmou Wilson Filho. A Zona Franca terá abrangência em forma de círculo, com raio de 250 quilômetros, em uma linha reta.

A Zona Franca do Semiárido chegará a Campina Grande, Picuí, Patos, Sousa, Cajazeiras, Princesa Isabel, Catolé do Rocha, além de municípios do Pernambuco (Serra Talhada), Rio Grande do Norte (Pau dos Ferros), Ceará (Juazeiro do Norte)Piauí e Bahia Ao todo a PEC beneficia 323 municípios. “A PEC tem um imenso alcance social e econômico, beneficiando os estratos mais pobres da população brasileira. Gente que vive, em sua grande maioria, na dependência do Bolsa Família, maior programa de distribuição de renda e de redução da pobreza do governo federal”, disse Wilson Filho.

Segundo ele, o projeto foi reapresentado em 2011 já que foi apresentado primeiro por Wilson Santiago em 2003, mas não havia sido apreciado no Congresso. Segundo ele, a Zona Franca do Semiárido Nordestino tem toda semelhança com a de Manaus. “É uma área com isenção de impostos para que empresas, indústrias, fábricas, possam ser instaladas gerando milhares de empregos”, frisou o deputado paraibano.

*Substituto de Heron Cid, em férias (Reprodução do Jornal Correio da Paraíba).

Leia Também