João Pessoa, 02 de Abril de 2011 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

A luta de luto II

Comentários:
publicado em 02/04/2011 às 09h44

Se os parlamentares que boicotaram a reunião da bancada federal paraibana com o governador Ricardo Coutinho pensavam que a ausência passaria em brancas nuvens e seria um fato a mais entre tantos no noticiário político, se enganaram redondamente.

O assunto ganhou corpo nas rodas de conversa e ocupou o espaço dos portais e rádios de toda a Paraíba. Entre internautas e ouvintes, a percepção foi negativa e alvo de críticas e censura popular. E era esperado, porque faz tempo que o povo deseja nova postura da classe política, responsável em parte pelo atraso do nosso Estado.

Márcio Madruga (mmadruga@heytorgusmao.com.br) mandou brasa. “Enviamos o nosso total repúdio, de público, aos que se furtaram em ir tão somente por picuinhas políticas. É de se lastimar! E a nossa Paraíba é quem perde, em detrimento dos outros Estados circunvizinhos, em pleno desenvolvimento sócio-econômico. Vergonha pura”!

José Lucena (zzlucenahotmail.com) foi no mesmo tom. “A bancada federal viveu um dos piores momentos da história política de nosso estado. Como é que se recusa abrir conversação para fazer o Estado se desenvolver”?

No entanto, o paraibano reconheceu o gesto de Cícero Lucena, como fez via e-mail o leitor Hildon Oliveira (hildon@cisal.gso.com.br). “Parabéns, a Ruy Carneiro que teve a iniciativa do encontro sem esquecer ponto positivo para o nosso senador Cícero. Nossa expectativa que os eleitores registrem no futuro as ausências de hoje”. Um recado direto a quem ainda não conseguiu captar a mensagem do eleitor nas urnas de 2010.

Indiferença I – Mesmo diante da repercussão negativa, os deputados da Oposição tentaram manter indiferença ao repúdio popular. A maioria se esforçou ontem para aliviar os efeitos.

Indiferença II – Indagado pelo repórter Henrique Lima (Correio Sat) se a ausência não pegava mal para a Oposição, o deputado federal Manoel Júnior (PMDB) foi direto: “De forma alguma”.

Faltou o exemplo – O senador Vital Filho (PMDB) bem que tentou minimizar a falta na lista dos presentes ao encontro da última quinta-feira. Lembrou a audiência do governador com a bancada ano passado para alegar que não houve boicote agora. Irmão de Veneziano, que tenta audiência com Ricardo, Vitalzinho bem que poderia ter dado o exemplo.

Desculpa – A deputada Nilda Gondim (PMDB) foi na mesma linha do colega de partido Wilsinho Filho e recorreu ao “luto” pela morte do vice-presidente José Alencar para justificar a ausência na polêmica reunião de Brasília. “Nós pedimos a Ruy Carneiro o adiamento”.

Economia – Pelos cálculos do secretário da Administração, Gilberto Carneiro, mesmo com o retorno do expediente duplo, o Governo registrou considerável economia de despesas com material de expediente, água e energia, comparando com os três meses do ano passado.

Eu vou – Do governador Ricardo Coutinho. “Eu irei a todos os encontros que for chamado para discutir os projetos de interesse da Paraíba. Vou porque essa é a minha obrigação”.

Em breve – O secretário de Comunicação, Nonato Bandeira, garantiu que a audiência de Ricardo Coutinho com Veneziano está dependendo apenas de ajuste de agenda do governador.

Em Campina Grande – Quem conversa com Romero Rodrigues (PSDB) sente: o deputado tem um trunfo na manga que lhe dá certa convicção de que será o candidato do clã Cunha Lima em 2012.

Aliança, não – Em entrevista ao Correio Debate (rádio), Romero refutou a tese de pacificação dos cassistas com o grupo de Veneziano. “Nós temos concepções políticas bem diferentes”.

Definido – Enquanto Rômulo Gouveia pensa, o vice do Rio Grande do Norte, Robson Farias (PMN), já bateu o martelo: estará na lista dos filiados do PSD, de Gilberto Kassab.

Vai – A propósito, o gordinho tem curtíssimo prazo para tomar a decisão, depois de ouvir aliados. O PSD será lançado oficialmente no próximo dia 13 em Brasília. Rômulo vai.

Anorexia – Pela previsão do secretário de Articulação de João Pessoa, Dunga Júnior (PTB), a Oposição emagrecerá mais. “Saímos de 11 para 15 e podemos crescer ainda mais”.

Rondando – A dengue, vírus 4, permanece ameaçando João Pessoa. Segundo a secretária de Saúde, Roseana Meira, os maiores focos estão nos bairros de Mangabeira, Bessa e Jaguaribe.

Nego – Ao repórter João Costa, Roseana negou interesse na secretaria de Saúde do Estado. “Não tenho vontade de ocupar duas pastas e nem intenção de tomar cargo de ninguém”.

Gasolina na fogueira – O ex-vereador Thales Gadelha promete incendiar a política de Sousa com o seu programa de rádio, na 104 Fm, que estréia hoje, às 11h30. Já tem gente de orelha em pé.

PINGO QUENTE – “Não tem mais muro baixo na política da Paraíba”. Do senador Vitalzinho do Rêgo, ontem, dia 1º de Abril do ano de 2011.

 

Leia Também