João Pessoa, 18 de outubro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
RETA FINAL

Temperatura alta: guias de Ricardo e Cássio na televisão focam denúncias

Comentários:
publicado em 22/09/2014 às 18h29
A- A+

Os candidatos a governador Cássio Cunha Lima (PSDB) e Ricardo Coutinho (PSB) trocaram mais uma vez acusações no guia eleitoral de TV desta segunda-feira (22). Já Vital do Rego (PMDB) e Major Fábio (Pros) ressaltaram suas propostas para área de segurança. Antônio Radical (PSTU) criticou a atual gestão que, segundo ele, anuncia obras que não saem do papel, citando como exemplo o viaduto do Geisel e o Hospital Metropolitano de Santa Rita. Ele também defendeu obras de mobilidade urbana e transporte público de qualidade

O guia da coligação a “A Força do Trabalho” envolveu o nome de Cássio em supostas irregularidades como acúmulo de pensão de ex-governador com o salário de senador, gastos excessivos no Senado e o arremesso de dinheiro das janelas do Edifício Concorde, localizado na avenida Epitácio Pessoa, em João Pessoa (PB), ocorrido na véspera do 2º turno das eleições de 2006.

“Cássio a Paraíba não é negócio, a Paraíba quer respeito”, diz o guia do socialista.

O guia do governador também destacou as obras de recuperação da Barragem de camará e as construções das adutoras Acauã/Araçagi e de Campina Grande, que atenderá também as cidades de Pocinhos e o distrito de São José da Mata.

Já o programa da coligação “A Vontade do Povo” enfatizou as propostas de Cássio Cunha Lima para a área de Saúde, anunciando a construção do hospital de trauma do Sertão, mutirões de saúde e conclusão do hospital Metropolitano de Santa Rita.

O programa do tucano também voltou a denunciar os supostos gastos excessivos na compras da Granja Santa, residência oficial do governador Ricardo Coutinho, relembrando a repercussão nacional do caso, os valores e a investigação do Tribunal de Contas do Estado.

De acordo com o guia eleitoral do tucano, as despesas com material de uso pessoal dos moradores da Granja as despesas chegam a R$ 18.500, sendo o processo feito sem licitação. Entre os supostos abusos, denunciados no guia, está a compra de 17,5 toneladas de carne em cinco meses, 60 quilos de lagosta de primeira, 136 quilos de camarão, 50 quilos de carne de carneiro sem osso, 50 quilos de carne de siri, 460 latas de farinha láctea em menos um mês.

“Esses deslizes não são de nenhum sheik árabe, e sim de um ex-líder sindical que acha que cuida bem do dinheiro público. Imagine se não cuidasse”, diz o guia. O guia também acusou o Governo do Estado de superfaturar a compra de um helicóptero usado para a Polícia Militar. Segundo o guia, o Estado pagou mais de R$ 9 milhões pelo equipamento, quando o mesmo modelo novo vale cerca de R$ 7 milhões.

O programa também divulgou falas do governador em momentos diferentes da campanha, ora dizendo ter criado 970 leitos hospitalares, ora mais de mil leitos. “Foram apenas seis”, diz o guia do tucano.

Vital – O peemedebista Vital do Rêgo também prometeu Hospital de Emergência e Trauma do Sertão, investir em educação, com escolas em tempo integral de qualidade. Sobre a segurança, Vital afirmou que no seu "governo será amigo da polícia, e a policia inimiga dos bandidos e amiga do cidadão". “No meu governo, bandido, ou muda de ramo, ou se muda da Paraíba", disse.

MaisPB