João Pessoa, 13 de dezembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
NO SERTÃO

André promete ir a Justiça contra “boicote” da Cagepa

Comentários:
publicado em 22/09/2014 às 18h59

O prefeito da cidade de Sousa, no sertão paraibano, André Gadelha (PMDB), prometeu ir a Justiça contra um pretenso ‘boicote’ por parte da Cagepa no abastecimento de água do município. O prefeito alega perseguição política e um inquérito já foi aberto para buscar punir o órgão estatal.

Em entrevista ao Portal MaisPB, na noite desta segunda-feira (22), André Gadelha, disse que a cidade está sem água desde a última sexta-feira (20).

“O Governo Ricardo Coutinho está me perseguindo. A única maneira que a oposição tem para falar de mim é a questão da água”, disparou André Gadelha lembrando que a distribuição da água na cidade é municipalizada, mas a captação e tratamento são de responsabilidade da Cagepa.

Segundo André Gadelha, na sexta-feira, a Cagepa desligou duas bombas que bombeiam a água do açude para Sousa sob a alegação de que estava faltando energia.

“Eu aluguei dois geradores e mandei para lá. Quando os equipamentos chegaram lá, eles se assombraram porque lá não tinha energia. Eles estavam boicotando mesmo para criar um discurso contra a minha administração”, sustentou  André Gadelha dizendo que as bombas que deveriam ser ligadas em pressão 20, estão operando em pressão 5 para que as água não  chegue às casas para que as pessoas temham raiva dele.

André conta que fez um boletim de ocorrência e entregou o inquérito policial a delegada da cidade para apurar irresponsabilidades da administração da Cagepa e também entrará com ação no Ministério Público contra que ele chamou de “ato criminoso”.

“Nós vamos partir para a briga agora. Vamos para a Justiça e vamos também para a rádio mostrar que o culpado pela falta de água não sou eu não”, afirmou André Gadelha acrescentando:

“É sabotagem o que o Governo está fazendo. Perseguição porque eu não voto com ele. Chegou ao cúmulo de corta a água da cidade”, disse André, que apóia para governador o candidato Cássio Cunha Lima (PSDB), da coligação ‘A Vontade do Povo’.

André Gadelha disse que o boicote por parte da Cagepa a sua gestão vem antes do corte de água do final de semana. Gadelha contou que, diferente dos últimos fatos onde a pressão é insuficiente para bombardear água, em outro momento água é liberada em carga máxima para estourar a tubulação.

Roberto Targino – MaisPB

Leia Também