João Pessoa, 23 de outubro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

Por que não aqui II?

Comentários:
publicado em 26/04/2011 às 08h03

Graças à pertinência do assunto e necessidade histórica e imperiosa de nossa Paraíba, a coluna recebeu manifestações de apoio ao tema levantado na edição de ontem. O aval do leitor e de alguns integrantes da classe política referenda a necessidade de abraçar esta causa neste e noutros espaços franqueados a este colunista pelo Sistema Correio de Comunicação.

Refiro-me da iminente instalação no Brasil da gigante asiática Foxconn, responsável pela produção dos aparelhos da americana Apple. A empresa estuda implantação de filial no Brasil, onde promete investir 12 bilhões de dólares e gerar aproximadamente 100 mil empregos. A fábrica quer levantar sua estrutura no estado que oferecer as melhores condições fiscais. E a Paraíba deve entrar na briga!

A sugestão do colunista começou a render os primeiro frutos. A propósito deste cavalo selado prestes a passar na nossa pista, caso tenhamos força política e atrativos a oferecer, o senador Vital Filho (PMDB) informou à coluna pedido de audiência aos ministros Fernando Pimentel (Desenvolvimento) e Antônio Patriota (Relações Exteriores) para abordar a temática e manifestar o interesse do nosso Estado.

A assessoria do senador também já solicitou do Itamaraty o relatório da recente viagem da presidente Dilma à China para identificar o extrato dos acordos celebrados entre os dois países. No mais é torcer pela sensibilidade da bancada federal para tornar esta causa pauta prioritária do dos parlamentares no“Pacto pela Paraíba”.

Via tosca –
O advogado Luciano Pires descarta chance de vingar a tese dos advogados do senador Wilson Santiago, de que Cássio pode ser pego pela Lei 64/90. “É uma via tosca”.

Haja nervos! –
Se Ainoã Geminiano, jornalista de TV, tem que esperar 14 horas para ser atendido no Hospital da Unimed, imagine o tempo de espera do cidadão tido como “comum”.

Ricardo, a audiência e Veneziano –
O governador Ricardo Coutinho (PSB) não se calou diante do bombardeio deflagrado pelo grupo Vital e de auxiliares da Prefeitura de Campina Grande, após a audiência no Palácio, semana passada. “Não ouvi as críticas dele, mas achei que o prefeito tivesse saído satisfeito por ter sido bem recebido pelo nosso Governo”.

Bandeira estranha “beligerância” –
O secretário de Comunicação do Estado, Nonato Bandeira, seguiu o mesmo tom. “Até em municípios onde houve disputa acirrada não se percebe tantas críticas dos adversários. Estranhamos muito essa beligerância dos irmãos Vital do Rêgo”.

“Cabeludo” vai assanhar fogueira – As últimas declarações de Nonato, Rômulo Gouveia e Ricardo Coutinho provocaram furor no Palácio do Bispo. O “cabeludo” mandou marcar entrevista coletiva para hoje, onde promete rebater números apresentados pelo governador na audiência.

Adequações –
O coordenador de Comunicação de Campina, Carlos Magno, admitiu ao Correio Debate (rádio) estudo de redução do rol de atrações do São João. “Tudo será repensado”.

Contribuição –
O leitor Arnóbio Júnior (arnobio.junior@globo.com) se apropria do espaço da coluna para emprestar sugestão de melhoria no complicado trânsito de João Pessoa.

Intervenção –
“A construção de uma ponte no final da Rua Francisca Romana, no bairro Castelo Branco, ligando esta artéria ao bairro da Torre, próximo à Praça São Gonçalo”…

Alternativa –
… “Todos que viessem do Castelo Branco I, II e III e Bancários, por dentro da UFPB, passariam por esta via, diminuindo o tráfego nas avenidas Pedro II e Epitácio”.

De casa pra fora –
O vereador Geraldo Amorim botou a faca nos dentes e vai disputar o diretório do PDT na Capital. “Chico Franca está no comando há 20 anos. Ele faz eleição em casa”.

Vai topar –
Chico Franca, também interessado no comando municipal da legenda, refuta as acusações. “Essa informação não procede. Vamos fazer uma disputa democrática”.

Inclusão –
O governador Ricardo Coutinho rompe a lógica litorânea. Ele abre a série de audiência do Orçamento Democrático neste fim de semana com plenárias em Sousa e Cajazeiras.

Novos ares –
O ex-deputado Zé Lacerda confessou ao repórter Henrique Lima ter sido levado ao PSD pela filha Raíssa, que buscava partido mais arejado. E o DEM estava com ar pesado?

Tudo como dantes… –
Do senador Efraim Morais. “O DEM vai continuar sua vida independente do PSD. Não tem crise no partido. O nosso tempo do rádio e da televisão continua o mesmo”.

Leilão –
Quem vai abocanhar a disputada direção do DNIT? Wellington Roberto mantém Gustavo Adolfo ou Wilson Santiago ressuscitará o ex-superintendente Expedito Leite?

PINGO QUENTE – “Mas quem quiser ir desejo boa sorte”. Do ministro do Trabalho, Carlos Luppi, pouco se lixando paraos pedetistas que namoram o PSD na Paraíba.

Leia Também