João Pessoa, 12 de abril de 2015 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
contra Dilma

Manifestações atingem 14 estados e o DF

Comentários:
publicado em 12/04/2015 às 14h25
atualizado em 12/04/2015 às 15h34

Ao menos 14 Estados e o Distrito Federal têm manifestações contra o governo Dilma Rousseff (PT) e contra a corrupção neste domingo (12). São registrados protestos no DF e nos Estados de Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia, Paraíba, Pará, Maranhão, Amazonas, Alagoas, Santa Catarina, Paraná, Ceará e Pernambuco..

De acordo com levantamento feito pelo UOL junto às Polícias Militares destes Estados, as manifestações reuniam cerca de 39 mil pessoas por volta das 12h30 em todo o país.

Em Brasília, o protesto começou por volta das 9h30. Os manifestantes levam cartazes contra a corrupção na Petrobras e há um grupo pedindo a intervenção das Forças Armadas. Durante o pico da manifestação, havia 25 mil pessoas na Esplanada dos Ministérios, segundo a Polícia Militar. A segurança foi reforçada: de acordo com a PM do Distrito Federal, pelo menos 3.000 homens fizeram a segurança da Esplanada dos Ministérios. O protesto terminou por volta das 13h30.

Em Belo Horizonte, os primeiros manifestantes começaram a chegar à praça da Liberdade, na região centro-sul da capital, e às 11h40, havia cerca de 2.500 pessoas, segundo a PM. Há previsão de que os participantes sigam até a praça da Estação, no centro da capital mineira. Também ocorrem atos em cidades do interior de MG, como Uberlândia, Ipatinga e Coronel Fabriciano.

Em São Paulo, as manifestações começaram primeiro no interior, em cidades como Campinas e Ribeirão Preto. Campinas reuniu cerca de 10 mil manifestantes, segundo a PM. O grupo se concentrou no Largo do Rosário, no centro, e, após a execução do Hino Nacional, seguiu em marcha até o Centro de Convivência, no Cambuí, onde o ato foi encerrado. Em Ribeirão, manifestantes começam a se concentrar em frente ao Teatro Pedro 2º, e havia 2.000 pessoas às 11h, também segundo a PM. Na avenida Paulista, na capital, manifestantes começaram a chegar por volta das 12h30.

No Rio de Janeiro, os manifestantes já lotam as galerias da estação de metrô do Cantagalo, em Copacabana, onde está marcada a concentração desta manhã. A PM do Rio disse que não fará estimativas de público do ato na capital fluminense.

Em São Luís, a organização do movimento “Brasil Livre” em São Luís informou que há 60 pessoas na concentração, mas, como não há PM no local, ainda não se sabe o número de pessoas.

Em Salvador, o protesto acontece no Porto da Barra e deve ser encerrado no Cristo da Barra por volta das 13h. A PM informou que 4.000 pessoas participam da marcha. Segundo o comandante da 11ª CIPM, major Assemany Junior, manifestantes caminham de forma pacífica, sem registro de tumultos, e 257 policiais militares estão monitorando o protesto.

Em Alagoas, o protesto deste domingo começou em Arapiraca (região agreste do Estado). Segundo organizadores do Movimento Brasil Livre, 150 pessoas participam de caminhada pelas ruas do centro de Arapiraca. A PM ainda não divulgou estimativa do número de manifestantes e informou que não há registro de tumultos. Os manifestantes estão vestidos com roupas nas cores amarelo, azul, verde e branco.

Em Belém, o protestou reuniu 5.000 manifestantes, segundo a PM. Eles caminharam pela avenida Presidente Vargas e chegaram à doca Souza Franco. O protesto acabou por volta das 13h na capital paraense.

No Amazonas, o movimento foi pequeno devido à chuva que ocorre em Manaus. Manifestantes mudaram o roteiro do protesto, que estava marcado para ser fixo na Praça do Congresso, no Centro da capital, e seguem em direção à zona centro-sul. A PM (Polícia Militar) informou que há 300 pessoas participando do protesto. Organizadores informaram que 1.500 manifestantes participam do ato. A polícia acompanha a passeata e disse que não houve registro de tumulto. A segurança é feita por 340 policiais.

Em Santa Catarina, cidades como Chapecó e Balneário Camboriú já tinham manifestações no início da manhã.

No Paraná, há relatos de atos em Foz do Iguaçu e Paranavaí.

Em Goiás, a cidade de Rio Verde reúne cerca de 250 pessoas que protestam contra a corrupção, de acordo com a Polícia Militar. A manifestação na cidade, que fica localizada no Sudoeste do Estado, começou às 9h.

Em Pernambuco, manifestantes realizaram uma caminhada pela avenida Agamenon Magalhães, em Caruaru. Segundo estimativas da PM, 60 pessoas participaram do protesto. A manifestação foi encerrada às 12h30, no giradouro da Estação Ferroviária, no centro da cidade.

Em 15 de março, centenas de milhares de pessoas foram às ruas do país também para protestar contra a corrupção e alguns grupos também pediram a saída de Dilma, no momento em que ela e o governo enfrentam os piores índices de aprovação desde seu primeiro mandato.

Segundo a pesquisa Datafolha publicada neste sábado, a rejeição a Dilma parou de cair, mas ainda está alta. O levantamento mostrou que 13% dos entrevistados acreditam que Dilma faz um governo bom ou ótimo, mesmo percentual da pequisa anterior, enquanto 60% consideram o governo ruim ou péssimo, 2 pontos abaixo da pesquisa anterior. Ao mesmo tempo, a pesquisa mostrou que 63% dos brasileiros apoiam a abertura de um processo de impeachment contra a presidente..

Se você tem informações sobre os protestos realizados neste domingo (12), envie para o UOL o seu relato em texto, foto ou vídeo via Whatsapp (11) 97500-1925.

Uol

Leia Também