João Pessoa, 12 de dezembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
‘MÉRITO PRÓPRIO’

Benjamim diz que não precisou do tio, José Maranhão, para se eleger

Comentários:
publicado em 14/10/2014 às 10h18

O deputado federal reeleito, Benjamim Maranhão (SD), desabafou, nesta segunda-feira (13), e afirmou que nas eleições 2014 ele foi eleito pelos seus próprios méritos.

“Dessa vez, eu posso dizer, sem sobra de dúvida, que consegui com méritos próprios. Mérito meu, dos amigos que me acompanharam, ajuda da minha mãe, a prefeita Wilma Maranhão e também da compreensão da minha família”, disse Benjamim em entrevista para a Rádio Arapuan FM. 

Benjamim Maranhão fez questão de enfatizar em sua fala que, diferente de outros pleitos, ele não precisou da ajuda do seu tio, o senador eleito José Maranhão (PMDB) para garantir a reeleição. 

“Não há dúvida disso. Até porque eu tomei um caminho político diferente. Desde o início apoiamos a candidatura de Cássio Cunha Lima (PSDB)  e permanecendo em um discurso de oposição”, afirmou.

 Benjamim revelou ainda que  não conseguiu nenhum dos redutos preparados por Zé Maranhão quando o ex-governador almejava disputar cadeira na Câmara Federal. De acordo com o parlamentar, essas bases foram passadas para Veneziano e Manoel Júnior, ambos do PMDB.

“Eu não tive nenhum reduto desse passado pra mim. Isso eu digo de forma clara que não houve esse apoio”, garantiu o legislador acrescentando: “Então eu não tenho nenhum débito”.

O presidente estadual do Solidariedade contou que apoiou Maranhão em Araruna, apenas em respeito a família.

“Votamos em Maranhão em Araruna, muito mais em respeito ao nosso próprio nome. Qualquer outra posição que nós tomássemos iria ser entendido pela opinião pública como se nós tivéssemos nos vendido. Eu jamais iria fazer isso”, argumentou.
 

Roberto Targino – MaisPB