João Pessoa, 20 de outubro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
POR UNANIMIDADE

TRE-PB aprova tropas federais para Patos por suposta parcialidade da PM

Comentários:
publicado em 15/10/2014 às 15h26

O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) aprovou, por unanimidade, na sessão desta quarta-feira (15), solicitação do juiz eleitoral da comarca de Patos, Ramonilson Alves, de reforço de tropas federais para fazer a segurança do município no segundo turno do pleito, que será realizado no domingo (26).

O juiz justificou o pedido com a suposta parcialidade da Polícia Militar no primeiro turno das eleições estaduais, realizado no último dia 05, em favor da coligação “A Fora do Trabalho”, encabeçada pelo governador Ricardo Coutinho (PSB).

"É fato que quando alguma irregularidade ou ilicitude é praticada na campanha da candidatura adversária ao do governador, a fiscalização é intensa e elogiável a ação da PM. No entanto, quando a candidatura é da própria ou simpática ao governador é reticente, estranha e somente ocorre sob a vigilância e pressão dos agentes do Ministério Público, do magistrado ou da Polícia Federal. O que é muito ruim”, justifica o juiz no ofício solicitando ao TER-PB o reforço de tropas federais em Patos.

PM nega omissão

A assessoria da Policia Militar, através de nota, negou na tarde da última segunda-feira (13) que tenha acontecido em Patos omissão da corporação em atos eleitorais ilegais para beneficiar a coligação que tem o governador Ricardo Coutinho (PSB) como candidato a reeleição.

De acordo com comunicado da PM, o juiz eleitoral da comarca de Patos, Ramonilson Alves, esteve a todo o tempo auxiliado por militares que estavam a sua disposição e que estes policiais não foram acionados pelo majistrado como relatado pelo juiz. A Polícia ainda diz que não vê motivo para solicitação de Tropas Federais para cidade e afirma que permanecerá com uma atuação imparcial

MaisPB

Leia Também