João Pessoa, 23 de junho de 2017 | --ºC / --ºC 03:26 - 2.5 | 09:41 - 0.1 | 15:56 - 2.5 | 21:58 - 0.2 Dólar 3,33 - Euro 3,73

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

Virando o disco

Comentários:
publicado em 05/09/2011 às 09h22
A- A+

Vou começar esta semana na torcida sincera, se preciso até reforçada de oração, para que o nosso legislativo (estadual e federal) mude a faixa do disco e produza esforço, empenho, energia e criatividade em favor de debates mais proativos.

Darei o primeiro exemplo. Esforçarei-me a não gastar tinta e papel de jornal tratando de outdoor, subserviência a Pernambuco, CPI de Cristal, e outros itens da manjada pauta política gerada pelo novo formato e estratégia de terceiro turno tabajara.

Tentarei não falar em outdoor na esperança de que algum deputado lembre que há mais de uma década o Sertão da Paraíba poderia ser um grande pólo de fruticultura se tivéssemos nos empenhado em fazer produtivas as Várzeas de Sousa.

Prometo não meter a colher e nem ousar quebrar as CPIs de Cristal na expectativa de que algum parlamentar gaste saliva na tribuna exortando autoridades e classe política a plantarem um pé de esperança no resgate do nosso potencial agrícola, murcho e anêmico pela falta de políticas públicas.

Nessa semana de trégua, os deputados poderiam surpreender os paraibanos com discursos inflamados no Congresso cobrando do Planalto compensações de peso por séculos de desprezo, a começar pela garantia dos trilhos da Transnordestina pra cá.

Quem sabe haja espaço para tratar do IML de Cajazeiras, da Hemodiálise de Guarabira, da desertificação no Cariri, do crack que assola Cabedelo, da exploração da cultura do peixe em Coremas, do incentivo à produção nos assentamentos, e etc. Com disco novo, os deputados correm menos risco de ouvirem o som de vaias das galerias.

Confiança –
“Eu conheço a idoneidade moral dele”. Do deputado Guilherme Almeida (PSC) sobre a expectativa do julgamento do prefeito Veneziano amanhã no TRE da Paraíba.

Independência –
Em contato com a coluna, o vice-governador Rômulo Gouveia (PSD) externou sua impressão. “O TRE precisa fazer Justiça com Campina e mostrar independência”.

Parecer do MPE, trunfo da defesa –
Um dia antes da apreciação da Corte Eleitoral no processo batizado de Caso Maranata, o prefeito Veneziano se diz confiante e tranqüilo. A defesa do peemedebista conta ao seu favor com o parecer da Procuradoria Eleitoral, que até admite “escamoteamento” privado da construtora, mas afasta a tese de “financiamento público da campanha”.

Vendo a banda passar –
Impressiona a leniência de setores ligados ao Governo e ao ex-governador Cássio na atuação de bastidores do julgamento de amanhã. Deveriam ter tirado lição da cassação de 2007 e do drama agora no STF, onde o PMDB deu e dá uma aula de articulação.

Reações positivas no Brejo –
Prefeitos adversários do governador Ricardo Coutinho no Brejo confessaram que não tinham esperança de emplacar projetos no Pacto Social do Governo. Na assinatura dos convênios, até peemedebistas enalteceram os critérios e regras do programa.

Reconhecimento –
Eleitores de Maranhão, Zé Renato (Borborema), Doutor Chiquinho (Solânea) e Félix Antônio da Cunha (Pilar) elogiaram a postura do governador.

Nada demais –
Tereza Silveira (tereza@rgladvogados.com.br), crítica contumaz do Governo, vê exageros nos aplausos dos prefeitos. “É mais que a obrigação”.

É fato –
“Não existe nenhuma novidade, isso é obrigação”, diz a leitora, esquecendo que é o passado quem faz o gesto do presente virar uma excentricidade.

Teste –
O PSC realiza encontro no próximo dia 15 em Campina, onde pretende reunir os seus principais nomes. Ninguém sabe se o vice-prefeito Zé Luiz vai.

Ressurreição –
O presidente estadual da legenda, Marcondes Gadelha, deve apresentar na ocasião a ex-prefeita Cozete Barbosa como a dirigente do PSC Mulher.

Por tabela –
Pela nova resolução nacional do PT, aprovada no fim de semana, o deputado Luiz Couto, no terceiro mandato, não pode mais disputar a reeleição.

Reformas –
Reportagem da Folha revela: a BR-101 (que corta a Paraíba), a mais importante rodovia litorânea brasileira, transporta quilômetros de muita corrupção.

Cabelo ao vento –
Em Sousa, mototaxistas querem convencer a Prefeitura a desobrigar os passageiros do uso do capacete. Alegam que a clientela reclama da falta de higiene.

Com hora marcada –
O Hospital Regional de Itaporanga está sem médico nos fim de semana. Por lá, o cidadão tem que rezar para adoecer só em horário comercial.

Desavisado –
Antes da filiação ao PSB, deveriam ter dito ao ex-deputado Expedito Pereira que o governador defende um nome novo para prefeito de Bayeux.

PINGO QUENTE – “Tenho meus valores e os defendo, se isso incomoda problema seu”. Do ex-deputado Walter Brito Neto (PRB) furioso com twitteiro que criticou sua postura radical contra a adoção de crianças por casais homossexuais.

*Reprodução do Jornal Correio da Paraíba

Leia Também