João Pessoa, 20 de agosto de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

Simbolismo

Comentários:
publicado em 06/09/2011 às 09h02
A- A+

Não é só mais uma ação eleitoral que está na pauta do TRE da Paraíba. Hoje, a corte eleitoral paraibana pode tomar uma decisão cujo efeito não se restringirá ao campo administrativo, mas virá com carga na seara política do presente e do futuro.

Sob os olhares atentos dos juízes, o processo envolvendo o prefeito de Campina, Veneziano Vital, hoje a maior força política da Oposição, com nome escrito no livro das mais fortes lideranças do cenário recente e um promissor quadro do PMDB.

A análise acurada dos doutos magistrados será imperativa para a vida desse notável agente político paraibano, gestor da segunda maior cidade do Estado, cuja influência suplanta os limites do chamado Compartimento da Borborema.

Se vislumbrar uso irregular de recursos públicos, como acusa a Oposição, a Justiça Eleitoral estará colocando Vené, como carinhosamente é chamado o prefeito campinense, no rol dos políticos condenados por órgão colegiado, o suficiente para ter a ficha manchada, o que compromete a participação dele no iminente embate de 2014.

Uma eventual cassação, em que pese o direito de recorrer ao TSE, embaralharia o xadrez político de Campina e levaria os dois grupos, o do próprio prefeito, e o Cunha Lima, a repensarem nomes e estratégias na sucessão municipal vizinha.

No entanto, a inocência de Vené fuzilará o discurso da Oposição campinense e dará ao prefeito um atestado de idoneidade para andar de cabeça erguida pelas ruas de Campina e pelos grotões do Estado afora. Um capítulo da política paraibana está nas mãos do TRE. Por isso o simbolismo deste seis de setembro, véspera da Independência.

Um a zero –
A assessoria de Veneziano distribuiu release à imprensa ressaltando o parecer favorável do Ministério Público, que inocenta o prefeito de uso irregular de recursos públicos.

Campinismo –
Quem estava esperando uma declaração do ex-governador Cássio Cunha Lima sobre o julgamento de hoje vai ficar só na expectativa. O tucano decidiu manter o silêncio.

O significado do Empreender Paraíba –
A injeção de R$ 4,6 milhões na economia informal e no fomento aos arranjos produtivos locais traduz avanço significativo por eleger o pequeno produtor, o artesão ou desempregado como prioridade de gestão. O Governo socialista, que ainda não acertou na Segurança, dá um salto extraordinário na política de geração de emprego.

Ação providencial –
Algumas cidades e associações contempladas jamais receberam qualquer estímulo efetivo do Governo. Na minha cidade, Marizópolis, por exemplo, duas pequenas associações receberão R$ 110 mil para investimento na cadeia produtiva do peixe.

Ideia, projeto e dinheiro –
No auditório do Hotel Garden, em Campina Grande, onde assinou, ontem a liberação do primeiro lote de recursos do Empreender, o governador Ricardo Coutinho garantiu que quem tiver na Paraíba “uma boa ideia e um bom projeto, não ficará sem dinheiro”.

Extra-campo –
O deputado Wilson Filho (PMDB) levará ‘falta’ hoje na pelada da Câmara, da qual é assíduo jogador. Vai ser ‘presença’ no campo de jogo de Maranhão.

Efeito outdoor –
Gozador inveterado, Wilsinho quase sai contundido depois de provocar, no fim de semana, o deputado Gervásio Filho com um “me dê um autógrafo”.

Uma mão lava… –
Tucanos ciceristas prometem pousar em massa no ninho do aniversário de Maranhão em ato de retribuição ao afago do gesto na festa do senador Cícero.

Dispensável –
O presidente do PMDB, Antônio Souza, informou à coluna que os outdoors anunciados para saudar Maranhão foram cancelados. Vai ver que ficou o trauma.

Mensagens –
As homenagens ao ex-governador serão publicadas nos jornais da cidade. A festa, segundo Toinho Souza, foi programada para dois mil convidados.

Boa pro Governo –
O secretário Nonato Bandeira considera a CPI do Outdoor um atestado ao Governo, já “que a Oposição ainda não encontrou falcatruas na gestão”.

Leitura 1 –
Como sempre, o PT da Paraíba se divide até nas interpretações. Para Luciano Cartaxo, a nova resolução autoriza o partido a montar estruturas próprias.

Leitura 2 –
Para Antônio Souza , presidente da legenda em João Pessoa, cada município acima de 150 mil habitantes observará o cenário e as chances reais de disputa.

Frente e verso –
Da vereadora Eliza Virgínia (PSDB) sobre sua colega Sandra Marrocos (PSB). “Ela tem uma postura na frente do Movimento Feminista e outra por trás”.

Greve do HU –
Dona Maria José, de 72 anos, deixou cedo Pitimbu com o sobrinho, paciente de uma crise de vesícula. Voltou do HU, em greve, sem socorro. E revoltada.

PINGO QUENTE – “Isso é uma verdadeira esculhambação”. Do secretário de Comunicação, Nonato Bandeira, sobre o jogo de “empurra-empurra” dos ministros do Supremo, que não botam em pauta a posse de Cássio no Senado.

*Reprodução do Jornal Correio da Paraíba
 

Leia Também