João Pessoa, 17 de outubro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
MERCADO

Geração de emprego na Paraíba cai mais de 60%, aponta Caged

Comentários:
publicado em 16/10/2014 às 10h29
A- A+

A geração de emprego caiu mais de 60% na Paraíba, mês passado, com relação a setembro do ano passado. Conforme Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado pelo Ministério do Trabalho na quarta-feira, foram 2.606 empregos formais gerados em setembro na Paraíba.

É o resultado mais baixo desde 2004, quando foram gerados 1502 postos de trabalho. Com relação a setembro de 2013, quando foram registrados 6.618 empregos gerados, a redução foi de 60,62%.

No setor de agropecuária, foram fechados 1.501 postos em apenas um ano. Por outro lado, a construção civil passou de 726 para 3.162, uma alta de 333%. João Pessoa, Santa Rita e Campina Grande lideram no ranking de abertura de vagas.

Maior parte das vagas criadas na Paraíba foi na área de Serviços (1.070). Foram criados outros 481 postos de trabalho no setor de agropecuária, além de 417 no comércio. A construção civil criou 349 vagas.

No Brasil

O Brasil abriu 123.785 vagas formais de trabalho no mês passado, pior resultado para setembro em 13 anos e aquém do esperado, em meio ao cenário de atividade econômica fraca.

No acumulado do ano até setembro, a geração de emprego com carteira assinada somou 730.124, quase 30% a menos do que a abertura de 1,038 milhão de vagas em igual período de 2013, em dados não ajustados, mostrou o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado pelo Ministério do Trabalho nesta quarta-feira.

Em agosto, haviam sido criados 101.425 postos com carteira assinada, sem ajustes. O resultado do mês passado foi o pior para setembro desde 2001, quando as contratações somaram 80.028.

Na comparação anual, todos os setores de atividade monitorados pelo ministério mostraram diminuição na contratação líquida de trabalhadores. A construção civil empregou 8.437 operários em setembro, ante 29.779 em igual período do ano passado, sem ajustes, enquanto o setor serviços admitiu 62.378 pessoas no mês passado, frente a 70.597 em setembro de 2013.

MaisPB

Leia Também