João Pessoa, 22 de outubro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
VIOLÊNCIA

Cinco homicídios são registrados nas últimas 24h, na Grande JP

Comentários:
publicado em 17/10/2014 às 06h27

Cinco pessoas foram assassinadas nas últimas 24 horas na Grande João Pessoa. Os crimes ocorreram na Capital e na cidade do Conde, no litoral sul paraibano.

Durante a madrugada desta sexta-feira (17), um morador de rua, ainda não identificado, teve a vida ceifada a golpes de faca e pauladas, na Avenida D. Pedro II, no Centro de João Pessoa. O crime ocorreu próximo a Delegacia da Mulher.

No período da noite, a Polícia registrou três assassinatos na Capital, sendo que dois ocorreram em Mangabeira e um outro no Ernesto Geisel.
 

A vítima do Geisel foi identificada como Michel Wagner Bezerra de Araújo, 35 anos. O crime ocorreu na comunidade ‘Tieta’. De acordo com a Polícia Militar, o homem pilotava uma moto quando foi alvejado com vários disparos que o atingiram nas costas e nos braços.

Os moradores contaram que o homem não residia na área. A PM não descarta a hipótese de que o crime pode ter relação com o tráfico de drogas.

Já em Mangabeira, dois homicídios foram registrados em um intervalo de poucos minutos.
 

Eduardo Clementino da Silva, 20 anos, foi assassinado dentro de uma residência. Na casa tinha pessoas bebendo, mas ninguém soube contar quem foi o autor do homicídio. Foi informado apenas que o assassino estava de capacete.
 

Ainda em Mangabeira, um jovem de nome Alex, de 26 anos, foi assassinado com vários tiros. A mãe da vítima contou que esse seria o segundo filho que ela perde para a violência e disse que já tinha dado muitos conselhos ao rapaz, pois o mesmo pois o mesmo roubava objetos da casa para vender.
 

Na cidade do Conde, um jovem foi assassinado no início da tarde desta quinta-feira (16), após ser atingido por disparos de armas de fogo ao sair de um bar.
 

De acordo com a PM, o jovem não residia no local, mesmo assim, esteve com três amigos em um bar, antes de ser assassinado. A Polícia ainda informou que os rapazes que estavam na companhia da vítima não permaneceram no local do crime.

Roberto Targino – MaisPB

Leia Também