João Pessoa, 20 de outubro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
ELEIÇÕES 2014

Após sentir-se mal, Dilma divulga vídeo para dizer que está bem

Comentários:
publicado em 17/10/2014 às 17h44

A presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, divulgou vídeo na madrugada desta sexta-feira (17) para dizer que está bem. Dilma sentiu mal-estar nesta quinta-feira após participar de debate na TV e, no momento em que concedia entrevista, pediu para sentar-se por ter tido queda de pressão.
No vídeo, intitulado "Pronta pra luta" e divulgado nas redes sociais Facebook e Twitter, Dilma aparece no hotel em que estava hospedada, vestida com uma roupa diferente da que usou no debate. Ela afirma que está sentindo-se "muito bem e pronta para mais um dia de luta."
"Agora, eu vou parar, comer um ‘feijãozinho’ com arroz porque saco vazio não para em pé", completa a petista.

Mal-estar
Após participar do debate transmitido pelo SBT e também organizado pelo portal UOL e pela rádio Jovem Pan, Dilma Rousseff concedia entrevista ao vivo quando disse à jornalista que a entrevistava que estava se sentindo mal.

Após se sentir mal, Dilma bebeu um copo de água. Na sequência, ao retomar a entrevista, a presidente voltou a dizer que teve queda de pressão. "Acredito que um debate exige muito da gente, então, foi isso. Agora consigo concluir a minha entrevista e peço desculpas ao telespectador, mas é assim que nós somos", afirmou.
A jornalistas, Dilma afirmou que, ao sentir que teve queda de pressão, deu uma "esfregadinha" nos pulsos e sentiu-se melhor. A presidente contou aos repórteres acreditar que o mal-estar foi causado por ter se levantado rapidamente após o debate para conceder a entrevista.

Segundo assessores, a presidente se alimentou mal ao longo do dia e não precisou se dirigir a um hospital na capital paulista.

Visita ao Rio adiada

No Rio de Janeiro, a campanha do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), candidato à reeleição, informou que a visita de Dilma ao estado, prevista para este sábado (18) foi adiada para segunda-feira (20).

Segundo o candidato, o motivo foi a previsão de calor de até 41 graus na capital fluminense. "Ela cancelou a agenda. Com a previsão de 41°C seria temeroso", disse Pezão. A campanha de Dilma Rousseff informou que havia previsão de uma visita da candidata ao Rio, que não se confirmou. A asssessoria não informou o motivo.

G1

Leia Também