João Pessoa, 23 de junho de 2017 | --ºC / --ºC 03:26 - 2.5 | 09:41 - 0.1 | 15:56 - 2.5 | 21:58 - 0.2 Dólar 3,33 - Euro 3,73

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

Missão Cuba

Comentários:
publicado em 21/09/2011 às 07h24
A- A+

É interessante ver como certos setores criticam a missão capitaneada pelo governador Ricardo Coutinho a Cuba. Na ótica destes, deve ser melhor a Paraíba ficar de braços cruzados e não se mexer para buscar atrair mercado algum, mesmo pequeno e fechado comércio com um país que vive há décadas sob efeito do bloqueio comercial.

Claro que a Paraíba não pode ficar parada e o papel do Governo é exatamente de abrir fronteiras e ‘vender’ nossos produtos onde houver abertura e demanda para tal. Devemos nos contentar apenas com esse passo à ilha? Não. Mas começar é preciso.

Ricardo revelou ontem que já iniciou contatos com o Haiti, país arrasado após intensa guerra civil. Em reunião com o embaixador daquele país, o Governo da Paraíba mapeou as demandas haitianas e estabeleceu a construção de uma relação comercial.

Outras economias estão no foco dessa política do Governo estadual. “Estamos construindo pontes para que a Paraíba deixe de pensar somente no seu próprio umbigo”, exclamou o governador, justificando a necessidade de uma agenda econômica.

Segundo informou ainda Ricardo, a delegação da Paraíba discute hoje com o ministro da Agricultura de Cuba à cultura da palma, bastante difundida em nosso Estado e que pode ser ofertada como alternativa para os cubanos.

Hoje, a missão paraibana ao país de Fidel parece um pingo num oceano. Mas às vezes uma semente não germina não dá frutos exatamente por falta da disponibilidade de alguém a gastar uma gota d’água para irrigar terreno tão infértil de iniciativas.

Validação –
Amanhã, Ricardo se encontra em Havana com o ministro Alexandre Padilha. Na pauta, devem discutir o aproveitamento de médicos cubanos na saúde do Brasil.

Primeiro passo –
“O povo não pode ser refém de ninguém”. Do governador Ricardo, após deflagrar diálogo com a Escola Latino Americana de Medicina sobre o tema.

Manoel Júnior sai da defensiva e vai pro ataque –
Conforme a coluna havia antecipado, o deputado Manoel Júnior (PMDB) confirmou processo no STF contra o colega Luiz Couto, a quem acusa de crime contra a honra pela citação no relatório final da CPI dos Grupos de Extermínio. Manoel também levará o caso ao Conselho de Ética e prestará amanhã uma entrevista coletiva em Brasília.

Pra se defender, pauta negativa é mantida –
Se por um lado Manoel busca resguardar a honra, a estratégia de enfrentar o tema indigesto pode aumentar ainda mais as labaredas do fogo de monturo que insiste em queimar. Ao invés de sair do foco, ele pode alimentar ainda mais uma pauta negativa.

Deputado acha que foi preservado por Dilma –
Diferente do que pensou Maranhão, Júnior admitiu que esse fato lhe tirou do Ministério do Turismo. “Ela já tinha orientado a Assessoria a divulgar meu nome. Posteriormente chegaram as informações. Ela agiu corretamente. Eu teria feito a mesma coisa”.

Equívoco –
O procurador jurídico da Prefeitura de João Pessoa, Vandalberto Carvalho, considerou sem fundamento a ação do Ministério Público no Caso Cuiá.

Mérito –
Vandalberto reiterou a legalidade da transação e lembrou que é preciso se levar em consideração a importância do parque projetado pela Prefeitura.

Indireta –
Já o prefeito Luciano Agra (PSB) se disse tranqüilo. “Não vão poder me comparar com as pessoas que agiram no passado com improbidade administrativa”.

Atestado –
Para o vereador Fernando Milanez (PMDB), a ação do MP pedindo a nulidade da operação “prova que a Oposição sempre esteve com a razão”.

Torre de Babel –
Segundo o secretário de Habitação, José Guilherme, a Prefeitura gastou R$ 8 milhões para reconstruir conjuntos feitos pelo então prefeito Cícero Lucena.

Bastidores –
A nova edição da Revisa Politika traz entrevista reveladora com o jornalista Marcone Góes, ex-superintendente dos Diários Associados na Paraíba.

Pra fechar questão –
A bancada federal se reuniu ontem no gabinete do senador Wilson Santiago para discutir o orçamento 2012 e a disputa pela vaga do TCU.

Suprema esperança –
A decisão do ministro Luiz Fux de determinar a diplomação de João Capiberibe (PSB/AP) alenta a posse do ex-governador Cássio Cunha Lima.

Acareação –
Delegado Nélio Carneiro, da 9ª DD, bota hoje, às 9h30, cara a cara, Eduardo Paredes e as testemunhas do acidente que matou nova ‘vítima’ do psicólogo.

No atacado –
A família Gadelha achou pouco os postulantes com o sobrenome e agora botou até a jovem Miriam Gadelha, filha de Salomão, na lista de opções caseiras.

PINGO QUENTE – “Somos a fênix em forma humana”. Da vereadora pessoense Raíssa Lacerda vibrando com a homologado do registro do PSD no TRE e agora com asas para voar de vez das garras do Democratas.

*Reprodução do Jornal Correio da Paraíba

Leia Também