João Pessoa, 23 de junho de 2017 | --ºC / --ºC 03:26 - 2.5 | 09:41 - 0.1 | 15:56 - 2.5 | 21:58 - 0.2 Dólar 3,33 - Euro 3,73

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

Diogo se aquece

Comentários:
publicado em 28/09/2011 às 08h32
A- A+

A eleição municipal em Campina Grande sempre tem um peso importante na geografia política paraibana. Em 2012, o pleito campinense se revestirá de envergadura ainda mais expressiva na influência do nebuloso xadrez de 2014. Por isso, qualquer passo já é passível de interpretações pelos entes interessados na sucessão de Veneziano.

É o que acontece em volta do jovem empresário Diogo Cunha Lima, tido como a única opção com sobrenome credenciado para elastecer a vida útil do clã no cenário paraibano. A iminente filiação do filho de Cássio ao PSDB já é tratada como um trunfo do qual Cássio, por estratégia, não abrirá mão, até para se precaver de eventual revés.

O próprio Diogo não externa apetite para o cardápio político, preferindo manter a discrição e olhar focado ao mundo dos negócios, onde demonstra familiaridade, vocação e identidade com a atividade. Conhecedor dos sabores e dissabores do prato político, Cássio também evita jogar esse fardo nas costas do filho.

Até dá pra concordar quando o ex-governador diz que a filiação não tem necessariamente o carimbo de projeto político, mas não há como negar que o ingresso do filho no mesmo partido do pai transforma a simples formalidade em indício de que o grupo Cunha Lima quer jogar sabendo que tem peça pra qualquer circunstância.

Por hoje, é possível apostar que Diogo ocupa a posição de reserva de luxo no time dos projetos de poder da família, mas só entra em campo se houver avanço adversário no jogo considerado de vida ou morte pela volta do clã ao Palácio do Bispo.

Sem distinção –
O presidente do PT, Alexandre Almeida, não vê motivos para temor em caso da candidatura de Diogo. “Qualquer candidatura é difícil”.

Não engole fácil –
Pré-candidato pelo PT, Almeida reconhece o potencial da família Cunha Lima na cidade, mas lembra que o eleitor campinense é exigente.

Sim, talvez, mas depende –
Apesar de reconhecer que o senador Cícero Lucena (PSDB) tem prerrogativas internas de impor a candidatura à Prefeitura de João Pessoa, Cássio acha que ainda não é hora de discutir o assunto, defendeu que essa discussão se dê no momento oportuno, porém deixou nítida a dificuldade de dividir palanque com Maranhão.

Posse e a providência que falta –
O ex-governador considera que já poderia ter assumido o mandato no Senado se o Tribunal Regional Eleitoral tivesse chamado a responsabilidade pra si. Para o tucano, com a decisão do STF sacramentada, o TRE poderia providenciar a diplomação.

A vez de Campina –
A AACD anuncia em outubro, no Teleton, a cidade onde será instalada a nova unidade. Campina concorre com outros quatro municípios. “Faltam poucos detalhes”, revelou o presidente da entidade, João Almeida, durante visita ontem ao governador Ricardo.

Mobilidade –
O ex-prefeito Jaime Lerner (PDT), que fez Curitiba virar modelo em urbanização, vem a João Pessoa trocar experiências com o prefeito Luciano Agra.

Reencontro –
O deputado Zé Aldemir (DEM) nem ligou para a exploração que a mídia fez da imagem do seu caloroso abraço em Maranhão durante evento político no Sertão.

Não interfere –
Aldemir assegurou que sua amizade com o ex-governador do PMDB ultrapassa posição político-partidária, tanto que o afago não muda seu apoio a Ricardo.

Desproporcional  –
Enquanto a tropa oposicionista estava sedenta pela audiência pública da Cruz Vermelha na Assembléia, somente quatro deputados governistas apareceram…

Pegou o beco –
O secretário Waldson Souza chegou na hora e local combinados, mas bateu em retirada quando soube da transferência repentina. “Queriam um palanque”.

De uma só vez –
Cícero apareceu em público esta semana com a barba crescente. Vai ver que é porque o tucano vive pensando fazer barba, cabelo e bigode em 2012.

Meio de campo –
O líder do PP na Câmara, Aguinaldo Ribeiro, tem trabalhado na interlocução entre os deputados do partido e os ministros do Governo de Dilma Roussef.

Debate –
A deputada federal Luciana Santos (PCdoB/PE), ex-prefeita de Olinda, fala sobre os desafios da gestão das cidades, nesta sexta, 19h, em Campina Grande.

Pra uns… –
O mesmo TRE que negou a liminar ao vereador cassado Sérgio da Sac é pródigo em conceder cautelar a prefeitos guilhotinados em primeira instância.

Correção –
Por falha na grafia, o artigo da coluna de ontem quantificou como R$ 13 os R$ 3 bilhões previstos para a Paraíba no Orçamento Geral da União de 2012.

PINGO QUENTE –
“Ele deveria ir aos municípios apoiar os candidatos do PMDB”. Do neófito vereador pessoense Mangueira aconselhando o veterano José Maranhão a desistir da candidatura em João Pessoa em favor da ‘nova geração’ do partido.

*Reprodução do Jornal Correio da Paraíba

Leia Também