João Pessoa, 13 de dezembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
HOMICÍDIO CULPOSO

Atleta é condenado a cinco anos de prisão por matar namorada no banheiro

Comentários:
publicado em 21/10/2014 às 08h14

O atleta paralímpico Oscar Pistorius foi condenado nesta terça-feira a cinco anos de prisão pelo homicídio culposo (quando não há intenção de matar) de sua namorada Reeva Steenkamp, em 14 de fevereiro de 2013. O sul-africano também foi condenado a três anos de pena suspensa (liberdade condicional) por uso de arma de fogo. A defesa ainda pode recorrer da sentença.

O advogado da família de Reeva, Dup De Bruyn, declarou em seguida que a pena foi a sentença correta, e acrescentou que "foi feita justiça".

No ponto culminante de um dos julgamentos de assassinato mais acompanhados na história recente, o atleta de 27 anos,foi levado em seguida pelos policiais para celas localizadas debaixo do tribunal, em Pretória, na África do Sul.

Pistorius enxugou os olhos quando a juíza Thokozile Masipa proferiu a sentença de prisão por homicídio culposo.

Reeva morreu quase instantaneamente quando Pistorius disparou quatro tiros através de uma porta de banheiro em sua luxuosa casa em Pretória, em fevereiro do ano passado. Pistorius declarou tê-la confundido com um intruso.

Conhecido como "Blade Runner" por causa de suas próteses de fibra de carbono nas pernas, o atleta se tornou um dos maiores nomes do atletismo mundial nos Jogos Olímpicos de Londres 2012, quando chegou às semifinais dos 400 m contra atletas sem deficiência.

A procuradoria-geral da África do Sul ainda não decidiu se recorrerá da sentença, disse o porta-voz Nathi Mncube.

Terra

Leia Também