João Pessoa, 14 de dezembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

O que falta à Oposição

Comentários:
publicado em 17/10/2011 às 08h53

A ausência de diálogo mais arejado da parte do Governo com setores da sociedade e da política mereceu recente observação da coluna. A crítica nos empresta autoridade para também cobrar da Oposição postura altaneira e contributo mais producente, diferente da atual reedição do palanque armado em 2010.

A Oposição ao Governo Ricardo tem se resumido aos ataques impiedosos, alguns até adoçados do caráter de fiscalização salutar, mas a maioria movida tão somente pela disputa político-partidária e antecipação do calendário eleitoral.

Quando critica e estica a corda contra o modelo de gestão pactuada na saúde, a Oposição deveria sacar uma alternativa viável e apresentá-la ao Governo e a sociedade. Ora, o mister de quem se contrapõe politicamente não se restringe a tarefa de apontar supostos erros. A coletividade espera muito mais dos homens públicos.

Se Ricardo peca por se fechar à distensão, a Oposição sucumbe do seu relevante papel cada vez que exagera e puxa o debate para o cunho pessoal, às vezes partindo para o baixo nível, quando a Paraíba espera grandeza de ambos os lados.

Em nove meses da nova gestão, é possível colecionar uma seleção de adjetivos utilizados por deputados de Oposição para achincalhar o governador e seu Governo. A ira irracional no lugar da postura arrazoada só diminui quem dela se utiliza e apequena as grandes e inadiáveis discussões da Paraíba.

É preciso lembrar que o eleitor está atento: quer resultados do Governo, com todo o direito, e saberá julgá-lo em caso contrário, mas não perdoará os profetas do caos ou àqueles que só vivem de ocupar tribuna para desafogar suas frustrações políticas.

Cantilena
A Oposição deve gastar toda sua munição esta semana metralhando o Governo por causa da parceria firmada com mais uma organização social na saúde.

Convênio
O Círculo do Coração, entidade tradicional e respeitada em Pernambuco, vai auxiliar os hospitais da Paraíba no atendimento à cardiologia infantil congênita.

O traçado do Círculo
A entidade sem fins lucrativos foi fundada em julho de 1944 pelos integrantes da Unidade de Cardiologia e Medicina Fetal do Real Hospital Português, em Recife, um dos mais renomados do país. O Círculo trabalha no tratamento de cardiopatia infantil, campanhas de prevenção e formação continuada aos profissionais da área.

Metas e bonificações para os professores
Do leitor Carlos Pinto (carllospinto01@yahoo.com.br) sobre o 14º salário do Programa de Educação Exemplar. “Sou professor, já fiz vários projetos pedagógicos e esta é a primeira vez que um governante pode reconhecer o meu trabalho numa grande escala”.

Correndo atrás dos números
Pesquisas internas encomendadas pelo PT vão definir as estratégias a serem adotadas para inserção mais planejada do deputado Luciano Cartaxo, em João Pessoa. Os defensores da tese sabem que só o crescimento expressivo de Cartaxo pode unir o PT.

Gelo
Aliados do deputado Luiz Couto reagiram com indiferença à ameaça de reativação do processo de infidelidade, que dorme na Comissão de Ética do PT Nacional.

Cócegas
“A própria direção nacional já arquivou esse processo. Não há nenhum interesse nessa briga”, minimizou Jackson Macêdo, vice-presidente do PT de João Pessoa.

Acachapante
Segundo a coluna conseguiu captar, no diretório do PT pessoense o placar é de 21 a 16 pela aliança com o PSB. Na Executiva, a diferença é de nove a quatro.

Sonho de consumo
Pétala do girassol garante que a secretária Estelizabel Bezerra chegou a sonhar no posto de candidata a prefeita. Com o Plano A vigorou, o B ficou só no sonho.

Omo total
Candidato a deputado mais votado em Itaporanga, Expedito Leite (PSC) vai disputar a prefeitura contra Antônio Porcino. E lembra: “Eu sou ficha limpa”.

Pista
O prefeito Veneziano Vital evita, mas sempre deixa no ar o xadrez que traça. “A política acompanha a administração. Os nomes serão conseqüências”.

Sobrecarregado
Cotado nos bastidores, Veneziano desconversa sobre o interesse pela presidência do PMDB. Alega que, mergulhado na eleição de Campina, não teria tempo.

Sem apetite
O atual presidente do PMDB, Antônio Souza, não será pedra no caminho na renovação do diretório. Toinho nem ensaia qualquer interesse em brigar pelo cargo.

Juramento
O deputado Manoel Ludgério (PSD) seguiu as recomendações da Igreja. Cuidou da doença (forte virose) da esposa e vereadora Ivonete Ludgério (PSD).

Pelos cotovelos
Sem pudor, pré-candidato a vereador do PSB rasga nos bares onde freqüenta ter apoio de gente graúda do coletivo. E ainda esnoba: dinheiro não lhe faltará.

PINGO QUENTE “Diogo e eu vamos estar juntos na eleição de 2012”Do deputado Romero Rodrigues (PSDB) exorcizando as especulações de que estaria esquentando o banco (2012) para Diogo Cunha Lima na sucessão em Campina.

*Reprodução do Jornal Correio da Paraíba

Leia Também