João Pessoa, 23 de outubro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

Jogado às feras

Comentários:
publicado em 04/11/2011 às 08h22

A Oração de São Francisco ensina a reciprocidade. O verso é “dando que se recebe” imortalizou a necessidade de uma mão lavar a outra nas relações humanas. Na política, a máxima também não é diferente. Ou pelo menos, não deveria.

Voto aberto pró-Governo nas matérias de votações apertadas na Assembleia, o deputado Doda de Tião pensava que quando se achasse em situação complicada veria valendo a tal mão dupla na sua parceria sacramentada com a base governista.

Ledo engano. Na primeira precisão, ficou a ver navios. E olhe que, até onde consta, o parlamentar não fez o que faz a maioria dos seus colegas com pedidos de empregos e outras coisitas. Pediu obras na sua base para em troca virar governista.

Para isso, precisava apenas da formalidade de se transferir do PMDB, onde teve coragem de enfrentar Maranhão. Para se livrar da infidelidade partidária, o colaborador governista careceu de um partido feito o PSD, novo, recém-criado, a brecha prevista pela legislação para mudança de legenda, sem perda do mandato.

No entanto, cometeu um grave engano. Achou que a operação seria simples, menos complicada do que fazer uma lista de cargos e pedir nomeação da parentela ou pleitear facilidades que o varejo político costuma expor na vitrine das adesões.

Quebrou a cara. Em litígio com o PMDB e suplicando para casar com o Governo, o deputado está prestes a ser obrigado a pedir perdão, se reconciliar com seu ex-cônjuge e dá adeus à nova paixão. Um desenlace político pra lá de surreal.

Simbologia…
O prefeito Peixe Moura e a comunidade de Poço José de Moura farão churrasco com 12 bois na entrega da estrada que liga o município ao Brejo das Freiras.

Gastronômica
A PB-393, que será inaugurada hoje pelo governador Ricardo, tem 12 km. Cada boi representa um quilômetro. A carne será servida em plena praça pública.

Grupo Vital emplaca Ana Cláudia
Conforme captou o Portal MaisPB, os irmãos Veneziano e Vital Filho emplacaram a primeira-dama de Campina Grande, Ana Cláudia Nóbrega Vital do Rego, na coordenação regional da Funasa na Paraíba. A função é estratégia e abriga os projetos de saneamento básico e controle de doenças. Um cargo ‘vital’ para 2014.

Couto trava queda-de-braço com Rodrigo
Em reunião com o prefeito Luciano Agra (PSB), o deputado Luiz Couto ignorou a Resolução Estadual do PT e ratificou a participação do diretório pessoense no Conselho Político do socialista. Na ótica de Couto, a direção estadual não tem ingerência sobre as deliberações do âmbito municipal.

Alexandre Almeida na mira
A briga sobrou para o presidente petista de Campina, Alexandre Almeida. A ala de Couto provocou o presidente Rodrigo Soares a primeiro enxergar que o dirigente da legenda na Rainha da Borborema é funcionário da família Vital. “Ele do gabinete de Vitalzinho”, provocou Jackson Macedo.

Capítulos finais
O advogado Michel Saliba entrega hoje a defesa do senador Wilson Santiago (PMDB) ao relator Ciro Nogueira (PP), que apresenta o relatório final na segunda.

Mais 24 horas
Independente da reunião do PSDB, a posse de Cássio seria adiada. Na segunda, não daria tempo a Mesa extinguir o mandato de Santiago e empossar o tucano.

Curto e grosso
“Eu não vou ligar para Sarney para saber se ele vai cumprir a palavra”. Do presidente nacional do PSDB, Sérgio Guerra, descrente em procrastinação da posse.

Esgotado
Segundo a Coluna captou, a bancada do PMDB no Senado até queria evitar, mas reconhece não ter mais o que fazer para prolongar a estada de Wilson.

No finalzinho…
Santiago lamentou ontem desaceleração dos investimentos em tecnologia em 2011, mas elogiou o lançamento do Programa Nacional de Ensino Técnico e Emprego.

Tá valendo
O presidente nacional do PPS, Roberto Freire, deixou claro à Coluna: o Congresso que elegeu Gilma Germano vale, a menos que Zé Bernardino prove ilegalidade.

Cortando na carne
Depois do presidente da Assembléia, Ricardo Marcelo (PSDB), agora o presidente da Câmara da Capital, Durval Ferreira (PP), voltou a ameaçar corte de ponto.

Aviso prévio
“Vamos nos reunir para tomar uma atitude. Se for preciso nós vamos cortar o ponto dos faltosos”, admitiu Durval, depois de mais uma sessão sem quórum na Casa.

Único remédio
“Só vai resolver quando descontar no contra-cheque. Já digo isso há quatro meses”. Lembrança do vereador Mangueira (PMDB), irritado com os colegas.

Outra greve
O presidente do Sindicato dos Defensores Públicos, Levi Borges, admitiu nova paralisação da categoria. “Estamos sendo desprestigiados pelo Governo”.

PINGO QUENTE“A gente não pode colocar a faca no pescoço dos vereadores”. Do deputado e vice-presidente do PR, Caio Roberto, alegando que não pode barrar os sedentos João dos Santos e Sales Dantas de se refrigerarem em Água Fria.

*Reprodução do Jornal Correio da Paraíba

Leia Também