João Pessoa, 23 de junho de 2017 | --ºC / --ºC 03:26 - 2.5 | 09:41 - 0.1 | 15:56 - 2.5 | 21:58 - 0.2 Dólar 3,33 - Euro 3,73

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

Ainda a praia

Comentários:
publicado em 07/11/2011 às 08h50
A- A+

Muita gente se sentiu impelida a enveredar no debate sobre a intervenção planejada pela Prefeitura de João Pessoa na praia do Bessa, apoiada pelo professor Pedro Marinho. O leitor Petrúcio Medeiros (petruciomedeiros@ig.com.br) foi um, mas optou pela corrente do contraponto.

“Primeiro gostaria de dizer que não moro na área nem tão pouco sou um ecochato ou ecotal, mas uma pessoa preocupada com o patrimônio da atual e das futuras gerações. Há décadas que o homem vem destruindo os ecossistemas brasileiros e mundiais em nome do desenvolvimento por pura ignorância ou ganância e taí o resultado: aquecimento global e a extinção centenas de espécies.

E mais: “Se o projeto não agredisse o meio ambiente não existiria nenhum problema, mas um novo calçadão não passa de megalomania por parte de uma gestão que não gosta de ser contrariada. Por que sempre os projetos da Prefeitura estão com a razão? Por que não fazer uma intervenção que não cause danos ambientais?”.

Depois de indagar, sustenta: “Não conheço nenhum ecologista que neste caso esteja falando em causa própria, pois sabem os efeitos e as consequências negativas para todos. O senhor conhece os efeitos da impermeabilização sobre o ambiente urbano? Sabe que a retirada da vegetação irá aumentar alguns graus na temperatura local? Conhece os animais que usam aquele trecho para fazer seus ninhos, reprodução, etc.? Portanto, cada macaco no seu galho”, encerra. A Coluna promete texto na mesma linha de André von Dessauer, autor de ação popular contra o projeto da Prefeitura.

Reurbanização
Como na Paraíba tudo vira mote pra disputa, já tem político oferecendo escritório de advocacia e insuflando moradores do bairro São José contra a Prefeitura.

Ponto chave
A gestão precisa cuidar de dois pontos essenciais: ampliar o diálogo com a comunidade e garantir aos comerciantes espaço dentro do novo bairro, sem prejuízos.

Aniversário e prestígio entre os pares
Quem leu os jornais do fim de semana percebeu o nível do prestígio do presidente da Assembléia Legislativa, Ricardo Marcelo (PSDB), entre os colegas de parlamento e lideranças políticas do Estado. Quase faltou espaço nas páginas para quem quis comprar anúncio de felicitação ao aniversário do dirigente da Casa.

Pra quebrar o clima
Ricardo Marcelo ofereceu churrasco festivo no último sábado na sua casa de praia em Camboinha, restrito aos colegas da Assembléia. Pela primeira vez, governistas e oposicionistas se entenderam e circularam no evento como bons amigos. Pelo menos na festa, sobrou quórum!

Afagos natalícios
Ao parabenizar o aniversário de Ricardo Marcelo, o advogado Abelardo Jurema Neto, novo procurador-geral da Assembléia, se derreteu em elogios ao aniversariante e novo chefe. “Gestor público e privado de referência e que, em seu natalício, foi ele quem me deu o melhor presente!”.

Tentativa
O governador Ricardo tentou, nesse fim de semana, entendimento para a filiação de Doda de Tião ao PSD. O secretário Manoel Ludgério continua reticente.

Posse de Cássio
Cinco governistas (Domiciano Cabral, João Gonçalves, Gilma Germano, Léa Toscano e Branco Mendes) desfalcam a base governista nas votações esta semana.

Luz laranja
A ausência causa preocupação ao Governo, que precisa aprovar o projeto do ICMS das compras na internet. A Oposição vê bitributação e pode derrotar a matéria.

Paixão
O desembargador federal Paulo Gadelha revigora as energias cada vez que recebe elogios pelos artigos publicados no Correio da Paraíba, aos domingos.

Consenso
Pelo menos numa coisa as alas maranhista e dissidente do PMDB já concordam: o partido deve definir logo o seu candidato a prefeito em João Pessoa.

Reanimação cardíaca
Resultado de pesquisa encomendada pelo doutor Ítalo Kumamoto (PSC) tem servido de massagem ao coração do deputado federal Manoel Júnior (PMDB).

Ninguém é de ferro
Acostumado com votação apertada na Assembléia, o líder do Governo, Hervázio Bezerra, viu e vibrou ontem com os 5×1 do seu Flamengo no Cruzeiro.

Politicamente correto
O vereador Geraldo Amorim está disponibilizando na internet cartilha para quem deseja parar de fumar, elaborada pelo Programa de Assistência ao Fumante.

Furo
Conforme a Coluna adiantou, Ana Cláudia Vital, primeira-dama de Campina, assume nos próximos dias a superintendência estadual da Funasa na Paraíba.

Padrinho
“Ela tem somado positivamente com a administração de Veneziano e vai contribuir muito na Funasa pelos 223 municípios”, elogiou o senador Vital Filho.

PINGO QUENTE “O arco-íris jamais será símbolo de afronta ao próprio criador!”. Do ex-deputado Walter Neto (PMDB), no dia da Parada Gay em João Pessoa, fazendo o que mais lhe apraz: atacar os movimentos de origem homossexual.

*Reprodução do Jornal Correio da Paraíba

Leia Também