João Pessoa, 20 de outubro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
FOLHA DE SÃO PAULO

Crítica de RC ao PSB por apoio a Aécio Neves repercute na mídia nacional

Comentários:
publicado em 26/10/2014 às 16h09

As críticas do governador e candidato a reeleição, Ricardo Coutinho, ao seu partido – O PSB, pelo apoio ao presidenciavel Aécio Neves (PSDB), na manhã deste domingo (26), foram repercutidas na mídia nacional.

A jornal Folha de São Paulo, na sua versão online, destacou a declaração de Ricardo de que foi "um erro" o apoio dado por seu partido ao candidato Aécio Neves (PSDB) nas eleições presidenciais.

Na matéria, o governador disse também que o PSB precisa passar por uma reestruturação. "Foi um equívoco. Respeito profundamente todos, mas foi um equívoco. Eu acho que o PSB precisa se reestruturar, mas acho que a história do PSB não é a história de Aécio, nem nunca foi", afirmou.

Confira a íntegra da matéria da Folha abaixo:

Foi um equívoco o PSB apoiar Aécio, diz governador da Paraíba

O governador da Paraíba e candidato à reeleição Ricardo Coutinho (PSB) afirmou que foi "um erro" o apoio dado por seu partido ao candidato Aécio Neves (PSDB) nas eleições presidenciais.

As declarações foram dadas na manhã deste domingo (26), logo depois que o governador votou, em João Pessoa. Coutinho votou por volta das 10h30 (horário local), acompanhado do filho Henri, de 5 anos.

"Foi um equívoco. Respeito profundamente todos, mas foi um equívoco. Eu acho que o PSB precisa se reestruturar, mas acho que a história do PSB não é a história de Aécio, nem nunca foi", afirmou.

Aliado do PT na Paraíba, Coutinho declarou apoio à presidente Dilma Rousseff (PT) no segundo turno das eleições presidenciais.

Coutinho ainda afirmou que a eleição presidencial deste ano chega ao fim marcada pela formação de "uma grande aliança" com o objetivo de derrotar a presidente.

"Houve uma grande aliança, que extrapolou os partidos políticos, para tentar derrotar Dilma. No meio disso entrou a grande mídia e os interesses do mercado financeiro", disse.

Sobre a disputa local, Coutinho afirmou que chega ao final da campanha com a consciência tranquila e acusou a campanha do adversário Cássio Cunha Lima (PSDB) de "tentar comprar a consciência" dos eleitores paraibanos.

MaisPB

Leia Também