João Pessoa, 18 de novembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

Bola pra frente

Comentários:
publicado em 24/11/2011 às 08h11

Até sou atraído pela tentação de olhar para o retrovisor na tentativa de discorrer sobre quanto perdemos com os boicotes, a vaidade besta, e as querelas paroquiais que nos afastaram por tanto tempo do encontro tímido, porém maduro, travado por toda a bancada federal e o governador da Paraíba, Ricardo Coutinho.

É certo que a picuinha nos subtraiu pelo menos uma década e meia de recursos, projetos estruturantes e peso político diante do Palácio do Planalto, mas esta é a hora de olharmos para frente comemorando, por mais exagerado que pareça, o primeiro efeito da relação mínima de convivência dos nossos homens públicos.

A reunião de anteontem e a continuidade do script pela alocação de emendas ontem me deixam particularmente insuflado e entusiasmado. Desde que tive a honra de assumir este espaço franqueado pelo Correio mantenho a oração de cobrança da unidade da nossa classe política.

Bom demais saber que o singelo apelo, um eco ao sentimento de tantos paraibanos, até que enfim pode contabilizar seus frutos na prática. O que estamos a assistir e aplaudir, por mais ordinário que já seja para os estados vizinhos, deve ser encarado de agora em diante como obrigação e não plataforma de político A ou B.

Daqui pra frente, esse comportamento deve ser regra respeitosa ao voto e as aspirações do povo. As diferenças partidárias sempre existirão, mas que estas nunca mais voltem a assustar o interesse da Paraíba. Esse fantasma a gente já exorcizou.

Exaltação
“Antes tarde do que nunca”. Foi esta a expressão de comemoração do deputado Ruy Carneiro (PSDB), entusiasta do Pacto pela Paraíba, aos avanços dos entendimentos.

Adubo
Apesar do otimismo, Ruy Carneiro atentou para um aspecto fundamental. Passada a euforia, é preciso regar a planta. “É importante que essa ação tenha sua continuidade”.

Nos reinos do Ninho Tucano e Jardim Girassol
Brincadeira descontraída do vereador Bira Pereira (PSB), nos bastidores do Correio Debate (rádio), ao ouvir Eliza Virgínia (PSDB) citar os tais planos A, B e até E. “Eliza está entendendo demais das articulações do nosso ninho. Está com saudade”. A tucana retrucou: “Ninho só tem um”. Bira corrigiu: “Saudades do nosso jardim”.

Diferenças de lado
O deputado Manoel Júnior (PMDB), eleito novo coordenador da bancada dos deputados federais, ressaltou que as divergências partidárias sempre existirão no campo da política, mas defendeu que, independente das diferenças, o “pensamento precisa ser comum”.

PCCV da Saúde chega à Câmara
A secretária de Saúde da Prefeitura de Campina, Tatiana Medeiros, e o Procurador-Geral do município, Fábio Thoma, protocolaram ontem pela manhã na Câmara o Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos dos servidores da Saúde. A matéria segue em tramitação.

Engajamento
Na tribuna da Câmara, o deputado Romero Rodrigues (PSDB) exortou a união das bancadas da Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Ceará pela retomada das obras da Transposição.

Insegurança hídrica
“A questão da incerteza da continuidade do abastecimento traz toda uma insegurança à importância da transposição para dar sustentabilidade hídrica”, alertou Romero no seu discurso.

Arranca-rabo
Não foi muito amistosa a troca de mensagens de celular entre o assessor jurídico do deputado Doda de Tião (PPL) e o jornalista Idácio Souto, ex-assessor de José Maranhão.

Na ferida
A Assessoria tem se irritado com os ataques ‘plantados’ por setores do PMDB na imprensa. Um dos assessores enviou atrevido recado a Idácio. “Vá arrumar voto pra ser alguém na política”.

Torpedo – O ex-assessor particular de Maranhão não se fez de rogado e torpedeou no mesmo tom em resposta ao desaforo: “Você parece ser do mesmo nível escolar do deputado Doda de Tião”.

Surpresa
Eleitora de Maranhão no primeiro e segundo turnos, a prefeita de Uiraúna, Glória Geane, ainda está anestesiada: conseguiu ‘arrancar’ quase R$ 800 mil do Governo Ricardo Coutinho.

Violência
Uma estudante de 18 anos que prestou o último PSS deu entrada na Cândida Vargas, acompanhada de familiares, se dizendo vítima de estupro na Universidade Federal da Paraíba.

Segurança
Em nota, a direção da UFPB estranhou o fato porque não há registro na instituição e nem na Polícia. “A UFPB desenvolveu nos últimos anos plano de ação com resultados positivos”.

Esclarecimento
Segue a nota: “A instituição investiu na reforma do prédio que abriga a coordenação de vigilância, compra de equipamentos de segurança, motos, viatura e rádios para o quadro efetivo”.

Investimentos
“Aumentando a mobilidade e comunicação dos operadores de segurança, e mudança em toda a cerca de proteção, substituindo-a por uma mureta com ferros”, assina Luiz Júnior, chefe de Gabinete.

PINGO QUENTE“A Paraíba será a grande vitoriosa com a unidade que se formou”. Do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) festejando o indício de um novo tempo nas relações políticas da Paraíba.

*Reprodução do Jornal Correio da Paraíba

Leia Também