João Pessoa, 17 de janeiro de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
REAÇÃO

Hulk se revolta com Mainardi e clama: “respeite o Nordeste!”

Comentários:
publicado em 28/10/2014 às 17h09

As  eleições para a presidência da República no Brasil se encerraram, mas as polêmicas atravessaram o planeta e chegaram à Rússia. De lá, onde joga pelo Zenit St. Petesburgo, o atacante brasileiro e paraibano Hulk se revoltou com as recentes declarações do colunista da Globo News Diogo Mainardi e foi ao Instagram desabafar.

As frases de Mainardi, que causaram polêmica e tiraram Hulk do sério, foram ditas na noite do último domingo, dia em que as eleições definiram que Dilma Rousseff permaneceria na presidência do Brasil por mais quatro anos. Participando do programa Manhattan Connection, o colunista disparou severas críticas ao Nordeste, região na qual a petista teve grande vantagem sobre o seu concorrente, Aécio Neves. O candidato do PSDB teve mais votos no Sul e Centro-Oeste.

“Essa eleição é a prova de que o Brasil ficou no passado. Não é Bolsa Família, não é marquetagem. O Nordeste sempre foi retrógrado, sempre foi governista, sempre foi bovino, sempre foi subalterno durante a ditadura militar, depois com o reinado do PFL e agora com o PT. É uma região atrasada, pouco educada, pouco construída, que tem uma grande dificuldade para se modernizar na linguagem. A imprensa livre só existe da metade do Brasil para baixo. Tudo que representa a modernidade tá do outro lado”, atacou Mainardi.

As declarações do colunista causaram revolta em muitas pessoas, que foram à internet dar a sua resposta. A última delas veio do atacante Hulk, que nasceu na Paraíba, joga atualmente pelo Zenit St. Petesburgo, da Rússia, e defendeu a Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2014. O jogador compartilhou um mapa da região Nordeste e, na legenda, citou dez artistas importantes nascidos na região para demonstrar revolta com a opinião de Mainardi – a quem classificou como arrogante e ignorante. No fim, o jogador pediu com veemência que o colunista respeitasse o Nordeste.

Esta não é a primeira vez que Hulk se irrita com uma possível demonstração de preconceito contra o Nordeste. Em entrevista coletiva realizada ainda neste ano, durante a Copa do Mundo, o canhoto demonstrou incômodo com um jornalista ao ser questionado sobre o que fazia o público nordestino ser diferente do visto no restante do Brasil. O termo "povo engraçado" foi utilizado na pergunta e fez o camisa 7 rebater a expressão.

“Não levo por esse lado. Não fazemos graça para ninguém. É diferente porque os atletas não jogam sempre lá, mesmo de clubes do Brasil quase não jogam no Nordeste. A torcida nordestina é especial, torce com o coração. Mas dizer que é engraçado não”, afirmou Hulk, às vésperas do jogo disputado contra o México, em Fortaleza.

Hulk sempre faz questão de manter os laços com a Paraíba em cada entrevista que dá para grandes emissoras. Natural de Campina Grande e com grande parte da família morando no Estado, ele chegou a dizer durante a Copa das Confederações do ano passado que pretendia levar a bandeira paraibana ao campo em caso de título na Copa do Mundo – algo que não aconteceu.

Terra