João Pessoa, 27 de julho de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

Pelo menos o básico

Comentários:
publicado em 29/11/2011 às 06h58
A- A+

A sensação de segurança ainda vive longe de ser atestada pelo cidadão vítima ou assombrado pelos relatos de parentes e vizinhos alvos de constantes pequenos assaltos em João Pessoa, mas pelo menos já há uma sinalização de esforço do Governo, a partir do orçamento proposto para o exercício de 2012.

Segundo o coronel Euller Chaves, comandante da PM, os investimentos saltarão de R$ 4 milhões em 2010 para R$ 13 milhões no ano vindouro. De acordo com o oficial, boa parte deste montante servirá para equipar melhor nossa Polícia e oferecer estrutura condizente com a valente missão de proteger a sociedade.

A informação causa certo alívio principalmente à tropa que, conforme relato do próprio comandante, já sofreu a humilhação de sequer ver renovada com freqüência regular a sua farda, vestimenta “sagrada”, mas desbotada por falta de reposição. Até coturno, outro item indispensável e básico, chegou a faltar aos policiais.

Não adianta falar em segurança pública sem estrutura. Enquanto o poder público tem dificuldades de empreender esforços a garantir as mínimas ferramentas ao efetivo policial, o crime organizado esnoba das autoridades ostentando arsenal invejável e com potencial de botar medo no policial, heroicamente escondido atrás de seu revólver 38.

Se realmente utilizar tudo o que consignou no novo orçamento para a Polícia, o Governo acerta. Gasto com estruturação da segurança é investimento na paz da vida dessa nossa gente amedrontada pela audácia da bandidagem e covardia de sucessivos governos.

Menu
Do que trataram o vice-governador Rômulo Gouveia e o deputado estadual Manoel Ludgério, ambos do PSD, em descontraído almoço no fim de semana em Campina Grande?

Madrugando
O prefeito Veneziano Vital (PMDB) tem antecipado o toque do despertador nos últimos dias. Acorda logo cedo para conceder entrevistas e anunciar inaugurações de sua gestão.

Declaração, exagero e reprovação aliada
Pelo o que a Coluna apurou, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) desaprovou a declaração do prefeito Luciano Agra (PSB), que comparou o comportamento de alguns integrantes da bancada federal à postura marginal. O senador tucano chegou a confessar desapontamento com o descabimento da fala, logo após um acordo da bancada.

A falta de Ricardo
Depois de inaugurar vistosa unidade de saúde do João Paulo II, o prefeito Luciano Agra comentou, em entrevista ao Correio Debate (rádio), a ausência na sua festa de aniversário (sábado) do governador Ricardo, que cumpria agenda administrativa em Guarabira.

Justificativa acatada
“Todos sabem que tenho proximidade pessoal e institucional com o governador Ricardo Coutinho. Ele viajou a Guarabira e chegou à tarde. Mas ele me mandou duas mensagens”, relatou Agra, ainda vitaminado com a “injeção” que recebeu da militância girassol.

Por telefone
O presidente do Sindicato do Poder Judiciário, João Ramalho, se diz vítima de ameaças de morte oriundas de setores ligados à Associação dos Técnicos, Auxiliares e Analistas (Astaj).

Apontando
João prestou queixa na Polícia Civil ontem e atribuiu a intimidação a um “grupo contrário a nomeação de novos servidores” no Judiciário, diferente do que defende o Sinjep.

Astaj se pronuncia
“Eu fui pego de surpresa. Esta é uma afirmação infundada e totalmente irresponsável”, reagiu Ivonaldo Batista, presidente da Astaj, admitindo abrir processo judicial contra Ramalho.

Remoção ou nomeação
“Não somos contrários à nomeação de novos servidores. O STF é quem dará a última palavra aos dois mandados de segurança que tratam da matéria naquela esfera”, diz Ivonaldo.

Pedagogia
Para o PSB, é questão de honra derrotar o prefeito de Taperoá, Deoclécio Moura, ex-socialista e dissidente da candidatura de Ricardo em 2010. Socorro Farias será a espada da vingança.

Defesa
O ex-governador José Maranhão rechaçou a denúncia lhe envolvendo com a Planet Business, empresa do ramo de terceirização de inspeção veicular no Rio Grande do Norte.

Tentáculos
A empresa, que operava esquema de fraudes em inspeção veicular no Detran-RN e planejava estender seus negócios à Paraíba, doou R$ 1 milhão à campanha de Maranhão em 2010.

Quem vai encarar?
A propósito, a denúncia em questão, fruto de investigação do Ministério Público, também encorajará bravos deputados a sugerir instalação de uma CPI na Assembléia?

Mangaio
Induzido pelo ex-presidente do PPS, José Bernardino, o deputado Janduhy Carneiro começará sua ‘caravana’ logo pelo Mercado Central. Na feira livre se acha de tudo mesmo…

Assembléia Geral
No dia 3 de dezembro, o presidente da Unimed, Aucélio Gusmão, terá que explicar ao Conselho Fiscal as três pró-ratas (rateio das despesas) consecutivas na conta dos cooperados.

PINGO QUENTE“Nós estamos rompidos com o prefeito Luciano Agra”. Do presidente estadual do PT, Rodrigo Soares, justificando o afastamento, lembrando que “as coisas mudam”. E como mudam…

*Reprodução do Jornal Correio da Paraíba

Leia Também