João Pessoa, 12 de dezembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

Carta de Vital

Comentários:
publicado em 13/12/2011 às 06h22

“Resolvi escrever pra você porque sou prova de que você tem sido um profissional de imprensa que cobra, permanentemente, o empenho dos políticos paraibanos para que a Paraíba receba investimentos. Neste aspecto, é lamentável ver que o senhor Governador do Estado, que deveria ser o principal responsável, como coordenador dessas ações, fica tentando ‘tapar o sol com a peneira’, sem conseguir explicar o seu exemplo de subalternidade a Pernambuco, neste caso da Fiat.

Essa posição de dependência política e de timidez da Paraíba diante de Pernambuco incomoda a todos e não se justifica. Como você sabe, caro Heron, sou um parlamentar da base do Governo Federal. Mas, mesmo assim, digo que o Governo Federal deve à Paraíba um grande investimento. Já disse isso, em forma de cobrança, a todas as autoridades do Governo Federal. Inclusive à própria Presidente Dilma.

O problema, voltando ao assunto Fiat, é que para todo grande exército, meu caro Heron, é necessário existir um grande comandante. E o comandante da Paraíba se mostra ‘apeado’ a questões de ordem partidária. Isso faz com que não encontre saída para, também, cobrar em nome da Paraíba.

O comandante que não enfrenta, por conveniência partidária, ou seja lá de qual tipo for, os seus companheiros de partido em nome de um povo que o elegeu, cria esta imagem que vemos hoje na Paraíba: a lamentável imagem da subalternidade. Pior que não assumir esta posição, deixando de lado suas conveniências, partidárias ou de outro tipo, não se sabe, é tentar enganar a opinião pública com desculpas esfarrapadas”.

Continua
“Dizer que é invenção da oposição não cola, o assunto está em todas as edições dos grandes jornais de Pernambuco e foi tema de reportagens durante toda a semana”.

Arremate
“No mais, é rogar, mais uma vez, pela sensibilidade do nosso Governador, para que deixe de lado o discurso de que tudo é mentira, tudo é criação da oposição”, encerra.

Bandeira da coragem
Na entrevista ontem ao Correio Debate (Rádio), o secretário de Comunicação, Nonato Bandeira, ressaltou o que elegeu a marca do Governo Ricardo Coutinho: “Coragem para tomar as decisões”. Para Nonato, desde que Ricardo assumiu o comando do Palácio da Redenção a “Paraíba começou a ser governada para a maioria”.

Vital e o “jogo de cena”
Pra não perder o estilo de soldado do exército girassol, Bandeira defendeu Ricardo da acusação de subordinação ao Governo de Pernambuco no caso da polêmica da Fiat. Chamou o assunto levantado pelo senador Vital do Rêgo (PMDB) de “jogo de cena absurdo”.

Fonte de inspiração
“É lamentável um senador gastar tempo com uma coisa tão pueril dessas”, acunhou Nonato, desmentindo disseminado boicote pernambucano a futuras contratações de paraibanos para trabalhar na montadora italiana. “Tudo teve origem no gabinete de Vitalzinho”.

Desafio
Bandeira adiantou que o governo topa e apoia a instalação da CPI dos Livros, desde que a oposição estenda as investigações ao Maranhão III e a gestão Veneziano Vital.

Rastros
E deu a senha pra justificar: “Seria uma boa oportunidade de sabermos como era feito o processo de compra de carteiras estudantis e outras licitações”, insinuou o secretário.

Critério da Fiat
A propósito, o secretário de Comunicação de Pernambuco, Evaldo Costa, reiterou ontem que as contratações de trabalhadores serão técnicas e pertencem à montadora.

Obrigação
Evaldo esclareceu que o governo pernambucano tem apenas recrutado pessoas das cidades do entorno de Goiana para cadastro, formação e capacitação de mão-de-obra.

Elo
“A Fiat de Pernambuco deve ser fator de união de todos os paraibanos e pernambucanos”, pregou Costa, que é paraibano do pequeno município de Parari.

Cautela
O prefeito Luciano Agra (PSB) defendeu ontem tempo e prudência no processo de costura da escolha do seu vice entre os indicados pelo bloco partidário aliado.

De novo
Em nova reunião, o diretório municipal do PT de João Pessoa reiterou aliança com o PSB de Agra e condenou o deputado Luciano Cartaxo por fazer propaganda “ilegal”.

Flechada
Em Nota, o diretório petista “vem de público externar sua surpresa frente à campanha eleitoral despolitizada, estreita e sectária” promovida pelo pré-candidato do partido.

Pra depois
O TCE adiou o julgamento, programado para hoje, das polêmicas e badaladas contas de 2010 do ex-governador Maranhão. Justificativa: adequação ao plano de metas do órgão.

Desarmado
O deputado Trócolli Júnior (PSD) prometeu ontem que, eleito, convidará até adversários, como Luceninha (PMDB), para ajudá-lo a governar a cidade de Cabedelo.

PINGO QUENTE“Não houve um racha no partido, o nosso clima interno é bom”. Do ex-presidente do PPS, José Bernardino, abrindo a seção de piadas da semana e querendo apagar o incêndio que ele mesmo tocou no partido.

*Reprodução do Jornal Correio da Paraíba

Leia Também