João Pessoa, 26 de junho de 2017 | --ºC / --ºC 05:56 - 2.6 | 12:09 - 0.1 | 18:28 - 2.4 Dólar 3,31 - Euro 3,70

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

Respeito aos mestres

Comentários:
publicado em 15/12/2011 às 08h56
A- A+

O relato chegou-me via um veterano professor de matemática, digno de todo o meu mais absoluto crédito, razão do que conto a seguir, sem expor o nome do confidente. Segundo o dedicado mestre, os participantes do Curso de Formação Continuada oferecido pela Secretaria de Educação até celebraram a preocupação do secretário Afonso Scocuglia em reciclar os conhecimentos da categoria.

Os empenhados professores só não contavam que seriam submetidos a teste tão exigente: o de sobrevivência. No sábado passado, por exemplo, quem assistiu as lições no Colégio Olivina Olívia chegou às 7h30 e só saiu às 17h. Às 10h, foram socorridos por algo parecido com um lanche: bolacha cream cracker com ‘café preto’.

Imaginaram que ao meio-dia a fome seria saciada. Ledo engano. Tiveram que esperar até às 14h pelo almoço, acondicionado em depósitos abertos e expostos. Arroz, farofa, macarrão e frango assado e uma pitchulinha quente para refrescar. Poucos conseguiram espetar o frango com o garfo plástico, próprio para comer torta. Na ausência de refeitório e mesas, uns comeram no chão. Outros, em pé mesmo.

A sensação dos professores, que se estendeu por tabela ao colunista, é de que a Secretaria pode até ter sido movida da melhor boa vontade, porém sem associá-la ao mínimo de planejamento e respeito a quem historicamente já tem no baixo salário motivos de sobra pra se sentir humilhado. Não precisava de mais esse.

Pra quem sobra
O relato acima serve de alerta à Secretaria de Educação para que episódio como este seja evitado. Do contrário, todo o Governo termina pagando a conta pelo mal-estar.

Sem arrodeios
Contactado pela Coluna, o secretário Afonso Scocuglia mandou resposta à denúncia encaminhada pelo colunista e a garantia de que neste sábado a coisa será diferente.

Scocuglia promete reparação
“Existiram problemas, sim, mas já foram solucionados. Não há descaso, houve ação equivocada. Estamos dando formação continuada como nunca houve para 13 mil professores. Isto não justifica o erro, mas serve para demonstrar nosso empenho e a valorização do magistério, uma das nossas maiores prioridades”, prometeu.

Acabou a zoada
Bastou uma conversa do governador Ricardo com a Fiat para o frisson do “boicote” à Paraíba ser fulminado. Antônio Sérgio, Relações Institucionais, não só desmentiu boatos de discriminação, mas garantiu aproveitamento da mão-de-obra paraibana.

Cota paraibana
As cidades que figurarão no rol do cadastramento para edificação da montadora são Conde, Alhandra, Pitimbu e Caaporã, localizadas estrategicamente próximas a Goiana (PE). “Não há fronteiras entre Paraíba e Pernambuco”, sentenciou Antônio Sérgio.

Revés
Em votação apertada (3×2), o TCE decidiu manter a liminar concedida pelo conselheiro Umberto Porto, que suspendeu os efeitos da permuta do terreno da Acadepol, em Mangabeira.

Batendo cabeça
Apesar de “conhecer” do recurso, a Corte não julgou a apelação, o que será feito após o recesso em janeiro. “Vamos aguardar”, adiantou o procurador-geral do Estado Gilberto Carneiro.

Legalidade
“O STF disse que cabe aos estados disporem de legislação específica. A Constituição Estadual assegura a permuta, sem licitação”, frisou Carneiro, sem descartar recurso ao TJ.

Embasamento
Impressão de quem acompanhou a sessão. O voto mais fundamentado foi do conselheiro Fábio Nogueira, que abriu a divergência e foi seguido por Arthur Cunha Lima.

Precedentes
Duas decisões judiciais (1ª e 6ª Vara) negaram liminar para suspender a permuta, TAC do MP referendou a operação e parecer da procuradoria do TCE recomendou a aprovação.

Superação
“O novo bom censo da bancada merece ser celebrado”. Comemoração do deputado Ruy Carneiro (PSDB) ao consenso que gerou R$ 20 milhões em emendas para cada parlamentar.

Problema
Pela segunda vez em pouco tempo, a bancada governista na Câmara deixa o prefeito Luciano Agra na mão. Ontem, a ausência dos aliados impediu e adiou votação do PCCR da STTrans.

Prato da vez
Os deputados Hervázio Bezerra (PSDB) e Adriano Galdino (PSB), talibãs do governo, almoçaram juntos ontem. Entre uma garfada e outra, a receita para aprovar o Orçamento de 2012.

Monitorando
O ex-ministro Zé Dirceu surpreendeu comitiva paraibana ao apresentar pesquisas de João Pessoa. Pelos números, mostrou-se inclinado pela manutenção da aliança com o PSB.

Acordo
Conforme a Coluna antecipou, o presidente do PT da Capital, Antônio Barbosa, anunciou saída temporária do Conselho de Agra até 25 de março, quando o partido se define.

PINGO QUENTE “Estamos lá fazendo o quê: servindo de laranja?” Da agente penitenciária Carlinda Gonçalves, denunciando a direção do Presídio de Cajazeiras por cobrar propina para liberar visita de amantes dos presos.
 

*Reprodução do Jornal Correio da Paraíba

Leia Também