João Pessoa, 19 de novembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

O start de Ricardo e Agra

Comentários:
publicado em 27/12/2011 às 07h39

Todos os gurus da oposição projetam a estadualização da eleição em João Pessoa, partindo da premissa que o desempenho do prefeito Luciano Agra estará intrinsecamente ligado ao nível de aprovação da gestão Ricardo Coutinho no Estado.

Em tese, a observação faz sentido, mas é uma faca de dois gumes. Primeiro porque, apesar do primeiro ano de dificuldades, Ricardo já mantém razoável aprovação do pessoense. Segundo, porque o crescimento da dupla socialista no conceito do eleitor da Capital só depende de ambos. E é onde a coisa muda de figura.

Agra e Ricardo sabem disso. Tanto que, antes de 2012 chegar, os dois já startaram a contra-ofensiva deflagrando tudo que os adversários não gostam e não querem ouvir: a consolidação de convênios e obras na Capital, realidade que se contrapõe ao discurso de que a concentração de poder nas mãos do PSB é maléfica.

Prefeito e governador assinaram ontem pacote de obras de interligação de bairros, melhoria viária e mobilidade urbana, dor de cabeça do cotidiano pessoense. Reagem à oposição não com retórica, mas com ações práticas que influenciam diretamente o dia-dia das pessoas. E isso tem um reflexo além do ‘blá-blá-blá’.

Juntos querem mostrar, com resultados concretos, que vale a pena a cidade continuar apostando na afinidade de dois aliados no poder. E que o risco de ruptura dessa parceria só interessa ao jogo político da oposição. Não ao futuro da cidade.

Inter
Pouca gente sabe, mas o governo iniciou asfaltamento de ruas na Capital. Como o Estado não faz questão de faturar, os beneficiados botam o benefício na conta de Agra.

Ligação
No convênio assinado ontem, Prefeitura e Estado, através do DER, se comprometem a viabilizar a ligação do Altiplano, Bancários e Castelo Branco, uma reivindicação antiga.

Reza pra qualquer assombração
O deputado Luiz Couto (PT) deixou claro, ontem, em entrevista ao Correio Debate (rádio), que apesar de não acreditar na vitória da tese de candidatura própria, sua ala lutaria para apresentar nomes ao debate interno do PT, em caso de decisão por vôo solo. Entretanto, mantém o entendimento da aliança do PSB como melhor caminho.

Padre jura desinteresse
Couto descartou completamente interesse em disputar as eleições deste ano, sem deixar pistas de qual seria outro nome de seu grupo com PIB eleitoral capaz de se contrapor internamente ao nome de Luciano Cartaxo. No terço do padre, não tem a conta de vice.

Suspiros nos bastidores
Conselheiro e pacificador com forte ascendência conceitual sobre ala do ex-deputado Rodrigo Soares constrói com a argamassa da razão consenso em torno da indicação da vice de Agra. E ainda advoga que a escolha deve recair sobre um petista sem mandato.

Garimpeiro
O vice-governador da Paraíba, Rômulo Gouveia (PSD), embarcou ontem pra Brasília com a missão de arrancar o que ainda for possível do Planalto. “Vou tentar raspar o tacho”.

Pacto
Após demorada conversa, os deputados Damião Feliciano e Efraim Filho, timoneiros do PDT e DEM, respectivamente, fecharam acordo em Brasília para a eleição em João Pessoa.

Fortalecimento
Os líderes partidários decidiram pactuar que as legendas tomarão a decisão sobre aliança ou candidatura própria de forma conjunta. Pode ser a tabulação para garantir a vice.

Natural
O líder do governo Agra, Bruno Farias (PPS), não se surpreende com a iminência de uma nova reforma na gestão municipal. “Não causa mais surpresa. Virou algo orgânico”.

Concorrência
Bruno não teme as candidaturas dos secretários que disputarão à Câmara. “Faz parte do projeto político que cresce. Se um projeto não revela bons quadros, algo anda errado”.

Civilidade
O senador Cássio Cunha Lima (PSDB), acompanhante do pai no Sírio Libanês, revelou ter recebido as ligações de solidariedade dos adversários e irmãos, Veneziano e Vital do Rego (PMDB).

Na pauta
O presidente Durval Ferreira (PP) até que tentou, mas não conseguiu reunir ontem o colegiado de líderes. É provável que a votação do Orçamento 2012 fique somente pra amanhã.

Calote
O prefeito de Cajazeiras, Carlos Rafael, pode ser obrigado a assistir de camarote a apresentação das bandas caloteadas pela Prefeitura, que já ensaiam para o Show da Cobrança.

No páreo
Em que pese à ascensão de Tatiana Medeiros (PMDB), o secretário Alex Azevedo anda aceso e confiante de que pode surpreender na pesquisa que balizará a escolha de Veneziano.

Solidão
Pergunta que se faz na ágora pessoense: além do ‘seu’ PSDB, quais outras legendas apóiam a pré-candidatura do senador Cícero Lucena à Prefeitura de João Pessoa em 2012?

PINGO QUENTE“Quando se é convidado, se comparece”. Do deputado João Gonçalves (PSDB) justificando ausência na entrevista coletiva do governador Ricardo Coutinho, semana passada, no Palácio da Redenção.

*Reprodução do Jornal Correio da Paraíba