João Pessoa, 04 de novembro de 2014 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
ELEIÇÕES INTERNAS

Paulino prega alternância, mas não confirma acordo para presidir o PMDB

Comentários:
publicado em 04/11/2014 às 10h47

O ex-governador e vice-presidente estadual do PMDB, Roberto Paulino, comentou, nesta terça-feira (04), a possibilidade de assumir o comando do partido a partir do próximo mês de dezembro, quando deverá ocorrer a eleição para os diretórios Estadual e municipais da legenda.

Em contato com a reportagem do Portal MaisPB, que ontem antecipou que em 2012 foi firmado um acordo de rodízio para que o vice-presidente ascendesse ao cargo de presidente em 2014, Paulino admitiu que “alguns companheiros, a exemplo do ex-prefeito de Campina Grande e deputado federal eleito, Veneziano Vital do Rego (PMDB), pregam a alternância no partido”, mas não confirmou se o acordo de 2012 aconteceu.

“Isso deverá acontecer, mas temos que discutir isso pra ver o que é melhor para o partido. Estou querendo a unidade, a união, creio que esse é o interesse de Veneziano”, afirmou.

Apesar de defender a alternância, Paulino destacou que o processo sucessão será conduzido pelo senador eleito e presidente estadual do PMDB, José Maranhão, e pelo senador Vital Filho (PMDB).

“O PMDB não pode mais ter surpresas, tivemos traições que não esperávamos. A gente tem que saber com quem estamos convivendo. Maranhão é um grande nome do PMDB e está ainda mais solidificado. Ele e Vital saberão conduzir muito bem”, afirmou.

Cristiano Teixeira – MaisPB